G1 Mundo

FBI diz que terroristas do Estado Islâmico podem atacar comunidade LGBTQIA+ dos EUA em junho

today14 de maio de 2024 9

Fundo
share close

Os alvos podem ser tanto eventos como locais abertos ao público. O mês do orgulho LGBTQIA+ é tradicionalmente comemorado em junho.


Imagem de 2021 da Parada do Orgulho LGBTQIA+ em Nova York — Foto: LazarCatt



O FBI, serviço federal de investigação, e o Departamento de Segurança Interna dos EUA afirmaram que eventos do público LGBTQIA+ durante o mês de junho podem ser alvos de organizações terroristas. O aviso foi publicado no dia 10 de maio.

O mês do orgulho LGBTQIA+ é tradicionalmente comemorado em junho.

“Organizações terroristas estrangeiras podem tentar cometer ou incitar violência contra a comunidade LGBTQIA+”, diz o alerta do FBI. Os alvos podem ser tanto eventos como locais abertos ao público.

A nota cita alguns motivos que indicam alguma atividade terrorista:

  • Em junho de 2023, três simpatizantes do Estado Islâmico foram presos por tentar atacar a Parada do Orgulho de Viena, na Áustria, com facas e um veículo.
  • Em fevereiro de 2023, o Estado Islâmico divulgou um artigo contra a comunidade LGBTQIA+. O texto não citava textualmente para que as pessoas atacassem locais LGBTQIA+, mas dizia para que os seguidores atacassem ou que identificassem alvos.
  • No dia 12 de junho de 2016 aconteceu o massacre na boate Pulse, em Orlando, na qual 49 pessoas foram assassinadas, e outras 53, feridas. Na ocasião, as mensagens do Estado Islâmico que as forças de inteligência dos EUA captaram mostrava que os terroristas elogiaram o ataque.

Segundo o anúncio, o risco precisa ser levada a sério porque o nível geral de ameaça nos EUA já está alto.

No ano passado, especialistas chegaram a pedir para que eventos do mês do orgulho fossem cancelados –o que não aconteceu.

A rede ABC, dos EUA, ouviu Javed Ali, ex-diretor do Conselho Nacional de Segurança dos EUA, que afirmou que os membros da comunidade LGBTQIA+ são alvos de grupos terroristas já há algum tempo. Ele também disse que o não é possível entender por que o anúncio de ameaça foi feito especificamente para as pessoas LGBTQIA+, e não um aviso para todos.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

cruz-vermelha-anuncia-plano-de-ajuda-de-um-ano-para-o-rio-grande-do-sul

G1 Mundo

Cruz Vermelha anuncia plano de ajuda de um ano para o Rio Grande do Sul

Organização internacional lançou campanha de arrecadação de fundos na Suíça. Proposta é apoiar cerca de 25 mil pessoas afetadas pelas enchentes no estado brasileiro. Imagem de drone mostra carros submersos em Eldorado do Sul, no Rio Grande do Sul, nesta segunda (13) — Foto: Reuters/Amanda Perobelli A Cruz Vermelha Internacional, uma das organizações atendem vítimas no Rio Grande do Sul, lançou nesta segunda-feira (13) na Suíça um novo plano de […]

today14 de maio de 2024 13

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%