G1 Mundo

Ferrari roubada de piloto de Fórmula 1 é finalmente encontrada quase 30 anos depois

today6 de março de 2024 3

Fundo
share close

Em abril de 1995, os carros de luxo de Berger e de seu companheiro de equipe da época, o francês Jean Alesi, foram roubados na cidade italiana de Ímola, onde estava sendo disputado o GP.

Desde então, não houve nenhuma pista da Ferrari de cor vermelha, que tem um valor aproximado de 350.000 libras (2,1 milhões de reais).

Mas, em janeiro, a marca italiana entrou em contato com a polícia londrina após ter descoberto que uma Ferrari vendida em 2023 era, na verdade, um carro roubado.



Investigadores britânicos de uma unidade especializada em roubo de veículos tentaram traçar o caminho seguido pelo automóvel desde o roubo.

O carro chegou ao Reino Unido no final do ano passado e foi adquirido por um americano recentemente.

O piloto Gerhard Berger, da Ferrari, nos boxes durante o GP do Canadá de 1995 — Foto: TIMOTHY A. CLARY / AFP

Após trabalhar em colaboração com os investigadores e concessionárias de automóveis do exterior, a polícia britânica concluiu que se trata do carro que foi roubado de Gerhard Berger há quase 29 anos e que foi enviado pouco depois ao Japão.

A Ferrari vermelha ainda se encontra em solo britânico e a polícia conseguiu interceptá-la antes de seu envio para os Estados Unidos.

A investigação segue seu curso, mas ainda não houve prisões.

O carro de Alesi, por sua vez, continua desaparecido.

Em 2023, os investigadores dessa unidade especializada em roubo de veículos recuperaram 418 automóveis, somando um valor total de 31 milhões de libras (194 milhões de reais).

Gerhard Berger, que atualmente está com 64 anos, foi piloto de Fórmula 1 por 14 temporadas, entre 1984 e 1997.

O austríaco disputou 210 Grandes Prêmios, com 10 vitórias, e terminou duas vezes na terceira posição do Mundial de pilotos com a Ferrari. Entre 1990 e 1992 ele foi companheiro de equipe do tricampeão brasileiro Ayrton Senna, na McLaren — época em que os dois se tornaram grandes amigos.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

suprema-corte-decide-que-trump-nao-pode-ser-tirado-das-eleicoes

Gospel Prime

Suprema Corte decide que Trump não pode ser tirado das eleições

A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu unanimemente que o Colorado não pode remover o ex-presidente Donald Trump da cédula eleitoral do estado. Assim, eles argumentam que o estado ultrapassou sua autoridade ao fazê-lo. Sendo assim, em 19 de dezembro, o Supremo Tribunal do Colorado decidiu que Trump não pode ser colocado na cédula para a eleição de 2024. Sua suposta conexão com a invasão do Capitólio dos EUA em […]

today5 de março de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%