G1 Mundo

Funciona Assim: Por que o presidente dos EUA sempre é democrata ou republicano?

today20 de fevereiro de 2024 8

Fundo
share close

No vídeo acima, entenda por que os partidos Democrata e Republicano costumam decidir as eleições presidenciais dos EUA e o que favorece o bipartidarismo norte-americano.

Apesar de o sistema político dos Estados Unidos ser marcado pelo bipartidarismo, isso não significa que não possam existir outros partidos além do Democrata e do Republicano. Existem siglas menores, mas esses dois partidos são os mais competitivos e disputam as eleições entre si.

E não é uma questão somente de polarização política. Resumidamente, o que explica o bipartidarismo norte-americano é uma combinação de três fatores: eleição indireta, votação por maioria simples sem segundo turno e autonomia de cada estado. Entenda no podcast abaixo:



No livro ’Partidos Políticos’ (1951), o sociólogo francês Maurice Duverger defende que o tipo de sistema de votação de um país é determinante para que ele seja bipartidário ou multipartidário — como é o caso aqui no Brasil.

Para Duverger, a votação por maioria simples em um único turno, principalmente na eleição presidencial, é uma das razões históricas para a consolidação do bipartidarismo nos Estados Unidos. Outro fator que contribui para isso é a autonomia de cada estado norte-americano.

Lá nos Estados Unidos, cada estado tem suas próprias regras para que um candidato possa se inscrever nas eleições presidenciais e estar nas mais de 50 cédulas diferentes de votação. Outra dificuldade é a arrecadação de dinheiro para as campanhas.

A maioria dos doadores não quer doar para candidatos que não tenham chances reais de sucesso. Por essas razões, acaba sendo mais simples concorrer dentro da estrutura já existente nos partidos Democrata e Republicano.

Funciona Assim – Eleições dos EUA 2024 — Foto: Arte/g1

Nova temporada do Funciona Assim explica a corrida eleitoral norte-americana em podcasts e vídeos. No primeiro episódio da série, o g1 explicou o que são as prévias dos EUA e como os pré-candidatos dos partidos Democrata e Republicano são escolhidos para disputar a presidência.

Produção: Iolanda Paz, Luisa Belchior e Patrícia Albuquerque

Roteiro e Apresentação: Iolanda Paz

Edição: Patrícia Albuquerque

Arte: Vitória Coelho

Coordenação: Mariana Mendicelli, Ricardo Gallo e Tatiana Caldas




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

a-caminho-do-encontro-do-g20-no-brasil,-serguei-lavrov,-da-russia,-visita-cuba-e-venezuela

G1 Mundo

A caminho do encontro do G20 no Brasil, Serguei Lavrov, da Rússia, visita Cuba e Venezuela

Nesta segunda-feira (19), ele esteve em Havana, em Cuba, e aproveitou para criticar a hegemonia e o domínio que os Estados Unidos e outras nações do Ocidente tentam impor na ordem internacional. Lavrov encontrou-se com o ministro de Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez. Havia previsão Lavrov de uma reunião com o presidente Miguel Díaz-Canel, e na terça-feira, uma viagem à Venezuela e posteriormente ao Brasil. Aproximação entre Rússia e […]

today20 de fevereiro de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%