G1 Mundo

Fundação de George Clooney processa a Venezuela por violação de direitos humanos na Justiça da Argentina

today14 de junho de 2023 6

Fundo
share close

Fundada pelo ator George Clooney e sua esposa, a advogada de direitos humanos Amal Clooney, a entidade afirma que desde 2014 o regime venezuelano comete crimes contra os opositores.

Como não recebeu nenhuma reposta das autoridades de Justiça da própria Venezuela, a fundação decidiu entrar com o processo na Argentina, onde o sistema de Justiça tem uma jurisdição universal que permite a investigação e o julgamento de crimes de guerra e tortura em qualquer lugar do mundo.

O processo foi movido em nome de duas famílias que foram vítimas das forças de segurança em diferentes regiões da Venezuela.



Desde 2013, a Venezuela é liderada pelo presidente Nicolás Maduro.

O governo venezuelano ainda não fez nenhum comentário sobre a ação na Justiça.

‘Não é uma narrativa, é realidade’, afirma presidente do Chile sobre a Venezuela

‘Não é uma narrativa, é realidade’, afirma presidente do Chile sobre a Venezuela

O advogado da Fundação Clooney, Ignacio Jovtis, afirmou que a entidade moveu o processo porque há suspeita de detenções arbitrárias, tortura e execução extrajudicial por parte do governo venezuelano.

Ele afirmou que prefere não divulgar detalhes da queixa por motivos legais e de segurança.

“Esses não são casos isolados. Os casos que estamos apresentando são ilustrativos daqueles que temos documentado há anos”, disse Jovtis.

Na Argentina há jurisdição universal

O sistema judicial argentino já concordou anteriormente em investigar crimes contra a humanidade ocorridos na Espanha e em Mianmar no passado, o que levou a Fundação Clooney a apresentar a queixa em Buenos Aires.

“A Argentina é um dos poucos países do mundo que aplicou a jurisdição universal. Acreditamos que temos um caso muito forte”, disse Jovtis.

O Tribunal Penal Internacional em Haia está investigando supostas violações dos direitos humanos na Venezuela. Uma missão independente das Nações Unidas acusou o governo de Maduro de crimes contra a humanidade.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

funeral-de-silvio-berlusconi-tem-presenca-de-familia,-2-ex-esposas,-apoiadores-e-torcedores

G1 Mundo

Funeral de Silvio Berlusconi tem presença de família, 2 ex-esposas, apoiadores e torcedores

Multidões agitando as bandeiras do clube de futebol AC Milan, que foi de Berlusconi por mais de 3 décadas, entoavam "Silvio, Silvio" enquanto seu caixão era carregado para dentro da catedral gótica de Milão. Quem foi Silvio Berlusconi, ex-primeiro-ministro da Itália que morreu aos 86 anos Lá dentro estavam cerca de 2.300 pessoas enlutadas, incluindo mulheres, políticos e empresários que acompanharam o homem de 86 anos durante sua ascensão ao […]

today14 de junho de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%