G1 Mundo

Furacão Idalia ganhou força na Flórida por causa das águas quentes do oceano; veja imagens

today31 de agosto de 2023 7

Fundo
share close

Um dos mais fortes dos últimos anos, o furacão Idalia, que chegou à Flórida nesta quarta-feira (30), começou como uma tempestade, mas, segundo a meteorologia, ganhou força nas últimas 12 horas por causa das águas quentes do oceano próximo ao estado norte-americano. (Veja acima o avanço do furacão.)

🌪️ Em uma escala de um a cinco, o Idalia atingiu a categoria quatro nesta madrugada ao avançar sobre o oceano. Ao chegar à costa da Flórida, no entanto, ele desceu para a categoria três, mas a sua intensidade não foi afetada.

🚨 Os ventos seguem na mesma velocidade, de cerca de 200 quilômetros por hora. Milhares de pessoas foram retiradas de suas casas e outras 14 milhões estão em alerta. Ao longo do dia, conforme for seguindo, o furacão deve perder força.



Segundo Giovani Dolif, meteorologista do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), unidade de pesquisa do Ministério de Ciência e Tecnologia brasileiro, o Idalia vinha como uma tempestade, mas o calor do oceano o transformou em um furacão.

Ele começou em Honduras no dia 24 de agosto e veio subindo o mapa. Quando chegou perto da Flórida, ganhou muita força. Isso acontece por causa das águas quentes do oceano, que naquela região estão em 32°C. Esse calor todo foi transformado em energia, o que deu a ele força suficiente para se transformar em um furacão.

— Giovani Dolif

Furacão Idalia: entenda como ele se formou

Furacão Idalia: entenda como ele se formou

As mudanças climáticas e o calor no oceano

Neste ano, registramos recordes de calor e de gás carbônico na atmosfera. Segundo a classificação da Organização das Nações Unidas (ONU), estamos vivendo uma “era de fervura global”.

🌍 O excesso de gases que vão além da capacidade do meio ambiente absorver, deixa a Terra mais quente e, consequentemente, os oceanos também.

Dolif explica que isso ocorre porque as águas estão 3°C mais quentes do que a média, o que faz com que os fenômenos tenham ainda mais força do que teriam.

Esse é um impacto das mudanças climáticas. Essa alta na temperatura aumenta a quantidade de vapor e energia e faz com que tempestades se transformem em furacões intensos, como o que estamos vendo.

— Giovani Dolif, meteorologista do Cemaden

Furacão na Flórida — Foto: Adrees Latif/Reuters

Segundo o governo da Flórida, esse é um dos furacões mais fortes dos últimos anos. O governo pediu que os moradores da região Oeste, como a cidade de Tampa, deixassem suas casas.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês), informou que os ventos chegavam a 201 km/h e podem alcançar 209 km/h.

A previsão é que, além da ventania, os moradores enfrentem inundações. A ressaca do mar com a intensidade do vento pode causar inundações costeiras.

Estação Espacial Internacional captura imagens do furacão Idalia

Estação Espacial Internacional captura imagens do furacão Idalia




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

furacao-idalia-sobe-para-categoria-4,-considerada-catastrofica,-e-se-aproxima-da-florida

G1 Mundo

Furacão Idalia sobe para categoria 4, considerada catastrófica, e se aproxima da Flórida

O furacão Idalia, que deve atingir cidades da Flórida, nos Estados Unidos ainda nesta quarta-feira (30), ganhou força e chegou à categoria 4 de intensidade. Nesta faixa, as tempestades são consideradas catastróficas e extremamente perigosas. Segundo o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês), os ventos, que estavam atingindo até 177 km/h na categoria 2, poderão chegar a 209 km/h com a categoria 4. A […]

today31 de agosto de 2023 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%