G1 Santos

Galpões incendiados no Centro de Santos são alvos de furtos; entenda

today28 de fevereiro de 2024 6

Fundo
share close

O incêndio atingiu galpões da Dínamo Inter-Agrícola, localizados entre as ruas João Pessoa e General Câmara, por mais de 60 horas. Os espaços são alugados pela Receita Federal para armazenar produtos recolhidos que vão a leilão. Por isso, se tornaram alvos de ladrões após o fim das chamas.

Em nota, a empresa informou que as causas do fogo ainda estão sendo investigadas por peritos e disse se preocupar com a segurança das pessoas que invadem as instalações. “A empresa tem feito tudo que está ao seu alcance, solicitando reforços e acionando constantemente os órgãos competentes, como a Polícia Federal, civil e guarda metropolitana”.

A Dínamo afirmou que tem colaborado com as autoridades e segue adotando as medidas necessárias para evitar invasões e garantir um ambiente seguro 24 horas por dia.



A Prefeitura de Santos, por sua vez, está monitorando o imóvel por meio de agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) que usam drones para evitar novas invasões e furtos. A corporação presta apoio na preservação do local com o auxílio das polícias Militar e Federal.

GCM de Santos monitora o imóvel com drones — Foto: Prefeitura de Santos/Divulgação

Pelo menos seis pessoas já foram presas após furtarem itens dos galpões. A última prisão foi realizada por policiais civis na terça-feira (27). Um homem, de 36 anos, foi flagrado com 19 óculos de sol e 25 sacos de açúcar enquanto investigadores cumpriam diligências. Ele confessou que tinha furtado os itens do galpão incendiado.

No dia anterior, outro suspeito tinha sido detido por uma equipe da GCM que fazia ronda no Centro Histórico. Os agentes abordaram o homem enquanto ele saía do local do incêndio com três mochilas. Na ocasião, foram apreendidos diversos fios e calhas de cobre, totalizando aproximadamente 15 kg.

Itens de cobre e sacos de açúcar estiveram entre itens furtados — Foto: Prefeitura de Santos/Divulgação e Polícia Civil/Divulgação

No domingo (25), um homem foi preso após ser flagrado saindo do galpão incendiado com uma mochila e uma sacola que continham 24 óculos, um relógio, uma caixa de som e diversos fios de cobre. Além disso, o suspeito também estava com oito pedras de crack, R$ 100 reais em dinheiro e um celular.

Segundo a prefeitura, outros três homens já tinham sido detidos pelo mesmo crime, mas a dinâmica das prisões não foi divulgada.

Procurada pelo g1, a Polícia Federal (PF) não se manifestou até a publicação desta matéria.

Dupla é filmada por repórter furtando galpão com produtos da Receita Federal após incêndio

Dupla é filmada por repórter furtando galpão com produtos da Receita Federal após incêndio

Croce estava acompanhado do repórter-cinematográfico Abner Reis, que fazia imagens dos galpões. A câmera inibiu por algum tempo a ação da dupla, mas, assim que foi guardada, um deles pulou o muro para pegar pedaços metálicos da estrutura do imóvel. As imagens foram registradas na Rua General Câmara.

A cena, porém, foi gravada por Croce de dentro do veículo. Assim que os infratores deixam o local, inclusive, passam por um ferro-velho, olham para o interior do local e seguem caminhando.

“Não é a primeira vez que isso acontece. Desde que começou o incêndio, na noite de segunda-feira (19) já estavam acontecendo diversos furtos. Nós, inclusive, recebemos imagens na madrugada de terça-feira (20) que mostram mais de 10 pessoas furtando objetos que estavam dentro do depósito na Rua Doutor Cochrane”, contou o repórter.

Dupla foi filmada por repórter furtando em galpões incendiados no Centro de Santos (SP). — Foto: Matheus Croce/TV Tribuna

As imagens citadas por Croce aparecem no final do vídeo publicado acima. A equipe de reportagem entrou em contato com a Receita Federal para saber sobre as ações contra os furtos e, em nota, o órgão explicou que está em contato com a empresa dona dos galpões, responsável pela segurança das mercadorias, e que presta apoio à preservação do local com o auxílio da PM, da GCM, da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Federal.

Fim do incêndio e começo da investigação

Incêndio destruiu produtos armazenados em galpão — Foto: Marcela Pierotti/TV Tribuna

O incêndio de grandes proporções que atingiu galpões no Centro de Santos, no litoral de São Paulo, foi extinto após mais de 60h do início do fogo. Segundo apurado pelo g1, a Polícia Federal (PF) abriu um inquérito e deu início às investigações sobre as circunstâncias do incêndio após o Corpo de Bombeiros encerrar os trabalhos no local.

O fogo atingiu galpões da Dínamo Inter-Agrícola, localizados entre as ruas João Pessoa e General Câmara. Segundo a empresa, o incêndio começou por volta das 23h40 de domingo (18). Ninguém ficou ferido, mas as chamas destruíram produtos da Receita Federal, além de muito papel e arquivos.

Em nota, o Corpo de Bombeiros informou que as viaturas regressaram às bases por volta das 18h30 de quarta-feira (21) após finalizarem o combate ao fogo e trabalho de rescaldo do incêndio.

Também em nota, a Autoridade Portuária de Santos (APS) afirmou que a Brigada de Incêndio da Guarda Portuária desmobilizou os recursos para combate ao incêndio, que atuou em apoio ao Corpo de Bombeiros. “A APS disponibilizou um caminhão autobomba com capacidade de 6 mil litros e oito brigadistas em revezamento”.

Incêndio em galpão no Centro de Santos foi extinto após quase três dias de trabalhos — Foto: Marcela Pierotti/TV Tribuna e Praticagem Santos

O incêndio começou, por volta de 23h40 de domingo (18), no Centro de Santos. A Dínamo Inter Agrícola informou que o incêndio atingiu um dos armazéns de carga geral da empresa, que era usado para armazenar produtos apreendidos pela Receita Federal. Os bombeiros foram até o local depois que os sistemas de alarme dispararam.

Segundo o Corpo de Bombeiros, pelo menos dois galpões foram atingidos, mas esse número pode aumentar já que alguns espaços são interligados e outros foram afetados por caloria irradiada.

“Como houve colapso de paredes, ainda não há certeza de quantos galpões foram envolvidos. Isso conseguirá ser observado posteriormente, na hora em que se abrirem os projetos de segurança contra incêndio, plantas, ou até vistoria no local para definir o total de galpões atingidos”, afirmou o capitão Thiago Duarte.

Incêndio de grandes proporções atinge armazém em Santos, no litoral de SP

Incêndio de grandes proporções atinge armazém em Santos, no litoral de SP

Por volta das 15h30 de segunda-feira, uma retroescavadeira quebrou a parede do galpão. Segundo apurado pela repórter Thais Rozo, da TV Tribuna, afiliada da Globo, a ação serviu para que o resfriamento seja direto nos focos. Desta forma, os bombeiros conseguiam jogar água diretamente nos focos e não por cima.

“A Dínamo reitera que nenhum funcionário ficou ferido e que não houve vítimas. A empresa está colaborando integralmente com as autoridades para esclarecer os fatos e garantir a segurança de todos os seus colaboradores, clientes e comunidade”, disse, por meio de nota.

A empresa informou ainda que tem seguro da unidade armazenadora e que as medidas cabíveis junto aos órgãos competentes já estão sendo tomadas para investigar a causa do incêndio.

Galpões foram atingidos por incêndio no Centro de Santos (SP) — Foto: Matheus Croce/TV Tribuna e Marcela Pierotti/TV Tribuna

Fogo tomou conta de depósito com produtos da Receita Federal em Santos (SP) — Foto: Matheus Croce/TV Tribuna

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

suprema-corte-vai-julgar-se-trump-tem-imunidade-presidencial-em-caso-sobre-tentativa-de-fraude-nas-eleicoes-de-2020

G1 Mundo

Suprema Corte vai julgar se Trump tem imunidade presidencial em caso sobre tentativa de fraude nas eleições de 2020

Os juízes suspenderam o caso em andamento e irão revisar a rejeição à imunidade decidida por instância inferior no início do mês. O julgamento tem início previsto para a segunda quinzena de abril. A defesa do ex-presidente quer que o caso seja julgado apenas após as eleições presidenciais, em novembro. Donald Trump em foto do dia 9 de fevereiro Trump foi presidente dos EUA de 2017 a 2020 e é […]

today28 de fevereiro de 2024 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%