G1 Mundo

Governo brasileiro adota prudência para não ser pautado por ‘antidiplomacia de post’ de Israel

today22 de fevereiro de 2024 2

Fundo
share close

Segundo diplomatas, a hora é de adotar prudência e usar o tom certo nas falas, para não ser “pautado pela antidiplomacia de posts” adotada por Israel – e que atende somente aos interesses políticos do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

Lula errou ao comparar a ofensiva das forças israelenses na Faixa de Gaza após o ataque terrorista do Hamas em 7 de outubro de 2023 com o Holocausto nazista capitaneado por Adolf Hitler.

Mas Israel, por meio de seu chanceler, Israel Katz, teve reação desmedida ao expor o embaixador brasileiro, Frederico Meyer, como fez. E diplomatas entendem que o jogo político iniciado ali precisa ser interrompido.



Segundo essas fontes, a escalada da agressividade no tom de Katz mudou o patamar da crise. O chanceler israelense chegou a dizer que a comparação de Lula foi um “cuspe na cara dos judeus brasileiros”.

Mauro Vieira classifica como ‘inaceitáveis e mentirosas’ declarações de Israel contra Lula

Mauro Vieira classifica como ‘inaceitáveis e mentirosas’ declarações de Israel contra Lula

Na visão desses diplomatas, o governo israelense rebaixou a discussão a um patamar inferior, deslocado da diplomacia, uma arena política de agressividade e oportunismo. “É isso que eles buscam”, disseram interlocutores ouvidos pelo blog.

Um dos diplomatas resumiu a postura que será adotada a partir de agora: “Não vamos ser pautados pela antidiplomacia do governo Netanyahu. Uma Casa que tem o Barão do Rio Branco como patrono não vai ficar ‘tretando’ por redes sociais”.

A “antidiplomacia de post” de Netanyahu foi duramente criticada internamente no governo. Agora, com a consciência de que escalar o conflito é alimentar uma realidade que só joga a favor de Netanyahu.

Os diplomatas afirma que o foco agora deve se voltar para o G20 e a situação dos civis palestinos e dos reféns israelenses – e a comunicação pública deve refletir isso.

Barroso diz que Holocausto é tema que não pode ser 'banalizado'

Barroso diz que Holocausto é tema que não pode ser ‘banalizado’

Nesta quarta-feira (21), mais uma vez, o ministro das Relações Exteriores de Israel se dirigiu ao presidente Lula em uma rede social.

Ele publicou um vídeo ao lado de uma brasileira que sobreviveu ao ataque terrorista do Hamas em outubro de 2023. No vídeo, Rafaela Triestman conta detalhes dos ataques e critica a atuação do governo brasileiro.

Em nota, o Palácio do Planalto rebateu. Disse que o Brasil prestou assistência aos brasileiros na região, condenou os ataques do Hamas e ofereceu condolências e os serviços consulares aos brasileiros.

Diplomatas entendem , internamente, que houve tentativa de explorar o sofrimento humano para fins políticos nesse episódio.

Também nesta quarta, o Brasil nomeou o diplomata Fábio Moreira Farias para ser encarregado de negócios do Brasil em Tel Aviv, um cargo de nível hierárquico menor do que o de embaixador. É mais um sinal de que os dois países estão com o diálogo prejudicado.

Brasil discursa na Corte Internacional de Justiça, em caso que discute políticas e práticas de Israel em territórios palestinos ocupados

Brasil discursa na Corte Internacional de Justiça, em caso que discute políticas e práticas de Israel em territórios palestinos ocupados




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

creche-de-guaruja-capacita-colaboradores-em-primeiros-socorros

Prefeitura de Guarujá

Creche de Guarujá capacita colaboradores em primeiros socorros

Bombeiro voluntário ministrou qualificação com base na Lei Lucas, que prevê o preparo para emergências nas escolas brasileiras A Prefeitura de Guarujá, em parceria com o voluntário tenente de bombeiro Cleonildo Santos, capacitou mais 40 servidores da rede municipal de ensino em primeiros socorros. O trabalho atende a recomendação da Lei Lucas (13.722/18), que prevê o preparo de escolas brasileiras para emergências médicas. Todos os colaboradores fazem parte do Núcleo de […]

today22 de fevereiro de 2024 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%