G1 Santos

Governo de SP assina convênio inédito para o turismo ecológico em comunidades do Vale do Ribeira

today28 de janeiro de 2023 21

Fundo
share close

Um convênio inédito para operação de turismo ecológico na região do Vale do Ribeira foi assinado, nesta sexta-feira (27), entre a Fundação Florestal, órgão vinculado ao Governo do Estado de São Paulo, e a Associação de Moradores do Itacuruçá e Pereirinha (AMOIP). De acordo com o governo estadual, a ação é inédita e deve capacitar 140 famílias locais, além de gerar renda para a comunidade.

Os moradores vão poder administrar uma a área de uso público, no Parque Estadual Ilha do Cardoso, em Cananeia, durante cinco anos, período que a medida será válida. Durante estes anos, as famílias capacitadas devem administrar pontos de hospedagem, trilhas, refeitórios, centro de visitantes e outros espaços, além de promover o ecoturismo.

O Parque Estadual Ilha do Cardoso, localizado no Vale do Ribeira, é uma unidade de conservação, que segundo o Estado, recebe cerca de 35 mil visitantes por ano. Dividido em dois núcleos, Marujá e Perequê, possui área de 13.600 hectares. A ilha conta com lanchonete, auditório, alojamento, pousada, centro de artesanato e placas para energia fotovoltaica [quando a luz solar se converte em eletricidade].



Secretária de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística do estado de SP, Natália Resende (foto), visitou a região pela primeira vez durante a assinatura do convênio — Foto: Governo do Estado de São Paulo/Divulgação

Em nota, a secretaria estadual de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística afirmou que essa é uma parceria importante para diversificar a oferta de serviços, melhorar a experiência dos visitantes e incentivar o desenvolvimento da região, mantendo a conservação da biodiversidade e o respeito aos direitos das comunidades tradicionais.

A Fundação Florestal pontuou que o turismo protagonizado pela comunidade promove uma experiência intercultural, qualidade de vida e a valorização da história e da cultura dos moradores.

A secretaria explicou que será responsabilidade da AMOIP gerenciar e operar as atividades de apoio ao uso público, destacando a cultura tradicional, realizar manutenções rotineiras, ações de limpeza e gerenciamento dos resíduos sólidos.

A associação deverá também disponibilizar vagas de hospedagem para integrantes da rede pública de ensino, reduzir valores de estadia para pesquisadores, promover roteiros pedagógicos, além de apoiar eventos técnico-científicos sediados no parque.

Já a Fundação Florestal entregará as estruturas em condições de receber os visitantes, além de disponibilizar o site de venda on-line e organizar cursos de capacitação e aprimoramento.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

voce-viu?-tragedia-humanitaria-em-terra-yanomami,-desdobramentos-do-caso-daniel-alves,-robo-conversador-e-caminhonete-atingida-por-raio

G1 Mundo

Você viu? Tragédia humanitária em Terra Yanomami, desdobramentos do caso Daniel Alves, robô conversador e caminhonete atingida por raio

Tragédia humanitária em Terra Yanomami  Crianças pequenas, emagrecidas, cabelo ralo, pele descamando. A descrição dos pequenos Yanomami que chegam para atendimento no Hospital da Criança Santo Antônio, em Boa Vista, choca e escancara o drama de um povo indígena que por anos ficou marginalizado de políticas públicas e proteção contra garimpeiros.  O que está acontecendo com o povo Yanomami? A unidade tem um total de 53 crianças Yanomami internadas, muitas com desnutrição grave […]

today28 de janeiro de 2023 34

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%