G1 Mundo

Governo vê dificuldade em resgatar brasileiros na Palestina pelo Cairo e estuda alternativas

today11 de outubro de 2023 6

Fundo
share close

Segundo Damasceno, o Brasil passou a analisar rotas alternativas por outras cidades egípcias para evitar os trâmites na capital do país.

“Estamos analisando dois aeroportos ao Norte e Nordeste do Egito, com boas possibilidades de atendimento aos nossos brasileiros que estão na Faixa de Gaza, assim como o pessoal que está na Cisjordânia”, afirmou Damasceno.

Em linha, a distância entre o posto de Rafah – na fronteira do Egito com a Faixa de Gaza – e o Cairo é de pouco mais de 320 km. De carro, percorre-se um caminho um pouco maior, de 360 km.



Palestino nos escombros de um prédio destruído por ataques israelenses, em Rafah, no sul da Faixa de Gaza, em 9 de outubro de 2023 — Foto: Ibraheem Abu Mustafa/Reuters

Uma das rotas alternativas existentes, por exemplo, atravessaria Israel de norte a sul até o Golfo de Aqaba – área menos conflagrada até o momento. Essa opção, no entanto, aumenta o percurso em mais de 700 km.

De acordo com o comandante, um problema adicional na rota Rafah-Cairo é a quantidade de postos de controle (“checkpoints”) existentes no percurso. Tudo isso, segundo Damasceno, tornaria a viagem mais demorada.

“Tem uma análise muito bem elaborada junto ao Itamaraty. Os nossos embaixadores lá, os seus adidos nos três países, além de Egito, Israel, também na Jordânia, olhamos também para o Líbano. Temos certeza de que, apesar da sensibilidade desta missão, do pessoal da faixa de gatos de Jordânia, temos certeza que traremos todos”, afirmou o comandante.

Mapa mostra conflito em Israel — Foto: Arte/g1

O avião da Força Aérea Brasileira (FAB), que resgatou o primeiro grupo de brasileiros que estava em Israel, pousou em Brasília durante a madrugada desta quarta-feira (11). O voo, que partiu de Tel Aviv na terça-feira (10), durou cerca de 14 horas.

A aeronave KC-30 deixou Israel com 211 passageiros. Desse total, 107 ficaram em Brasília e outros 104 vão desembarcar na cidade do Rio de Janeiro.

Após a chegada ao Brasil, os passageiros serão transportados até seus destinos finais de forma gratuita. O governo informou que fechou uma parceria com a Azul Linhas Aéreas para as viagens dentro do país.

Até domingo (15), outros cinco voos devem sair do país para o resgate de brasileiros que estão na região, segundo o Itamaraty.

A GloboNews apurou que o governo deu prioridade a famílias com crianças, idosos, pessoas com deficiência ou enfermos.

Avião da FAB com 1º grupo de brasileiros resgatados em Israel pousa em Brasília

Avião da FAB com 1º grupo de brasileiros resgatados em Israel pousa em Brasília

O que aconteceu até agora

▶️ Como foi o ataque? As ações se concentraram perto da fronteira da Faixa Gaza, de onde Hamas lançou 5 mil foguetes.

  • Por terra, ar e mar, com motos e parapentes, homens armados invadiram o território israelense pelo sul do país.
  • Houve relatos de que os invasores atiraram em pessoas que estavam nas ruas e sequestraram dezenas de israelenses (incluindo mulheres e crianças), levados como reféns para Gaza.

▶️ Como foi a resposta de Israel? Diante da ofensiva do Hamas, o governo israelense iniciou uma retaliação.

  • “Estamos em guerra e vamos ganhar”, disse o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, logo após o ataque.
  • “O nosso inimigo pagará um preço que nunca conheceu.”
  • Ainda em 7 de outubro, Israel lançou bombas em direção à Faixa de Gaza.

▶️ Quantas pessoas morreram? O balanço mais recente das autoridades locais indicava, na manhã desta quarta-feira, que mais de 2.255 pessoas morreram. Mais de 1.200 foram em Israel. O Ministério da Saúde de Gaza informou ter registrado 1055 mortes de palestinos.

▶️ O que é e onde fica Faixa de Gaza? É o território palestino localizado em um estreito pedaço de terra na costa oeste de Israel, na fronteira com o Egito.

  • Marcado por pobreza e superpopulação, tem 2 milhões de habitantes morando em um território de 360 km².
  • Para se ter uma ideia desse tamanho em comparação com cidades brasileiras, o território é um pouco maior que o da cidade de Fortaleza (312,4 km²) e menor que o de Curitiba (434,8 km²).
  • Tomada por Israel na Guerra dos Seis Dias, em 1967, e entregue aos palestinos em 2005, Gaza vive um bloqueio de bens e serviços imposto por seus vizinhos de fronteira.

▶️ Qual é o histórico do conflito na região? A disputa entre Israel e Palestina se estende há décadas e já resultou em inúmeros enfrentamentos armados e mortes.

  • Em sua forma moderna, remonta a 1947, quando a Organização das Nações Unidas (ONU) propôs a criação de dois Estados, um judeu e um árabe, na Palestina, sob mandato britânico.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

quem-e-shani-louk,-a-dj-que-desapareceu-apos-festa-invadida-pelo-hamas

G1 Mundo

Quem é Shani Louk, a DJ que desapareceu após festa invadida pelo Hamas

Segundo Ricarda Louk, é a filha de 22 anos que aparece em um vídeo que mostra o corpo de uma mulher seminua na traseira de uma caminhonete conduzida por integrantes armados do Hamas, grupo terrorista que atua nos Territórios Palestinos (são duas áreas não contínuas: a Faixa de Gaza e a Cisjordânia). Mãe diz que jovem que aparece em carro do Hamas é sua filha Em uma primeira gravação enviado […]

today11 de outubro de 2023 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%