G1 Mundo

Grande incêndio destrói prédio de sete andares em Sydney, na Austrália

today25 de maio de 2023 2

Fundo
share close

Edifício fica no centro da cidade e a região foi isolada para conter o fogo. Não há relatos de vítimas.




Incêndio em Sydney destrói prédio de 7 andares

Incêndio em Sydney destrói prédio de 7 andares

Um grande incêndio destruiu uma fábrica de chapéus abandonada no centro de Sydney e forçou as pessoas que estavam no local a sair de lá até que os bombeiros controlassem o incêndio.

Mais de 30 caminhões de bombeiros foram até o local. Não há relatos sobre vítimas.

Centenas de pessoas saindo da movimentada estação assistiram com segurança enquanto as paredes queimadas desabavam sobre ruas que haviam sido liberadas anteriormente pelo pessoal de emergência.

O comissário interino de bombeiros e resgate de Nova Gales do Sul, Jeremy Fewtrell, disse que o fogo foi contido, mas levaria horas para ser extinto.

Parte do imóvel ruiu. Um carro estacionado nas proximidades também estava em chamas.

Grande incêndio atinge prédio no centro de Sydney, na Austrália — Foto: Grant Ozolins / Twitter/@grantozolins / via AFP

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Você deseja continuar recebendo este tipo de sugestões de matérias?




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

grupo-wagner,-legiao-de-mercenarios-aliada-da-russia,-recrutou-prisioneiros-para-lutar-na-ucrania;-10-mil-deles-morreram,-diz-o-lider

G1 Mundo

Grupo Wagner, legião de mercenários aliada da Rússia, recrutou prisioneiros para lutar na Ucrânia; 10 mil deles morreram, diz o líder

"Selecionei 50 mil detentos, dos quais 20% morreram", disse Prigozhin em uma entrevista publicada na noite de terça-feira (24) pelo blogueiro pró-Kremlin Konstantin Dolgov. No ano passado, Yevgeny Prigozhin, que cumpriu anos de prisão no período soviético, recrutou prisioneiros prometendo aos detentos a eliminação de suas sentenças se sobrevivessem aos combates. Prigozhin afirmou que uma proporção semelhante de seus combatentes profissionais (ou seja, que não eram prisioneiros) também morreu em […]

today25 de maio de 2023 13

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%