G1 Mundo

Guerra de Ucrânia: Finlândia começa a construir muro na fronteira com a Rússia

today2 de março de 2023 17

Fundo
share close

O objetivo é aumentar a segurança na região e impedir a entrada em massa de imigrantes russos, segundo autoridades finlandesas.

A Finlândia divide com a Rússia a maior fronteira de toda a União Europeia — no total, são 1.340 km. Atualmente, a fronteira é delimitada em grande parte por cercas de madeira destinadas a impedir a passagem de gado.

No entanto, dado o aumento do número de russos entrando na Finlândia para escapar do recrutamento militar (pelo qual seriam forçados a lutar na guerra na Ucrânia), a Finlândia decidiu construir uma barreira.



A Guarda da Fronteira da Finlândia explicou à BBC News que o muro, erguido na zona mais densa e arborizada da fronteira será de metal e terá três metros de altura, com arame farpado no topo.

Nos setores considerados mais delicados, também serão instaladas câmeras de visão noturna, fontes de luz e alto-falantes.

O trabalho de construção começou na terça-feira (28/2) perto de Imatra, uma cidade de 26 mil habitantes no sudeste do país.

Ali, a mata começou a ser derrubada para construir uma estrada e instalar a barreira de metal, informou a Guarda Fronteiriça em comunicado. Este projeto-piloto de 3 km está previsto para terminar em junho.

A guerra entre Rússia e Ucrânica completou um ano — Foto: EPA

Nesta seção, as autoridades farão um experimento para avaliar se a cerca resiste às geadas do inverno, ao peso da neve ou ao fluxo de pessoas que podem vir do leste, informou o The Odessa Journal.

A construção de outros 70 km (também no sudeste) ocorrerá entre 2023 e 2025.

O custo total dos 200 km de muro é estimado em US$ 400 milhões (cerca de R$ 2 bilhões).

Embora a fronteira entre a Rússia e a Finlândia tenha “funcionado bem” no passado, o brigadeiro-general finlandês, Jari Tolppanen, disse à agência de notícias AFP que a guerra na Ucrânia mudou “fundamentalmente” a situação de segurança da região.

A Finlândia aprovou novas emendas à sua Lei de Guarda de Fronteira em julho de 2022 para permitir a construção de barreiras mais fortes.

Em setembro daquele mesmo ano, muitos russos começaram a chegar ao país depois que o presidente do país, Vladimir Putin, ordenou a mobilização de reservistas para lutar na Ucrânia.

Estônia, Letônia e Polônia, que também fazem fronteira com a Rússia, também aumentaram a segurança em suas fronteiras ou estão considerando fazê-lo.

Após o anúncio de Putin de que convocaria reservistas, muitos russos decidiram deixar o país — Foto: GETTY IMAGES

Após a invasão da Ucrânia em 24 de fevereiro do ano passado, tanto a Finlândia quanto a Suécia decidiram ingressar na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) o mais rápido possível, depois de permanecerem neutros por anos.

Na quarta-feira (1/3), o Congresso finlandês aprovou por larga maioria a sua entrada na Otan, por 184 votos a favor a 7 contra.

O país enfrenta menos dificuldades diplomáticas do que a Suécia, e o governo quer continuar avançando mesmo antes das eleições gerais, em abril.

Enquanto isso, Finlândia e Suécia já contam com o apoio de quase todos os países membros da Otan, exceto dois.

Turquia e Hungria ainda não aprovaram sua entrada na aliança militar.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

netanyahu-direciona-israel-para-uma-tempestade-perfeita

G1 Mundo

Netanyahu direciona Israel para uma tempestade perfeita

A atuação de partidos ultranacionalistas e ultraortodoxos na coalizão resulta em várias frentes de caos e distúrbios e na mais séria crise de identidade do Estado israelense desde a sua formação. Milhares de manifestantes bloquearam estradas nesta quarta-feira no chamado “Dia Nacional da Ruptura”, quando o Parlamento analisa dois projetos do governo que enfraquecem o poder da Suprema Corte para derrubar leis e são rejeitados pela maioria da população. A […]

today2 de março de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%