G1 Mundo

Hamas solta 11 reféns, a última leva prevista em acordo inicial com Israel; 33 palestinos são libertados

today27 de novembro de 2023 9

Fundo
share close

“Os libertados das prisões israelenses incluem 30 menores e três mulheres, enquanto os israelenses libertados de Gaza são todos pessoas com dupla cidadania; há três cidadãos franceses, dois alemães e seis argentinos”, disse Majed Al Ansari, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Catar, no Twitter.

Esta foi a quarta turma de reféns libertados dentro da trégua inicial prevista no acordo. Mas a trégua, que expiraria na madrugada de terça-feira (28), foi prorrogada por mais dois dias, segundo anunciaram nesta segunda-feira o governo do Catar e o Hamas.

O governo de Israel afirmou que poderia prolongar a trégua em um dia para cada 10 reféns adicionais libertados pelo Hamas.



No sábado (25), o jornal israelense Haaretz declarou que o Hamas encontrou de 10 a 20 reféns adicionais que podem, potencialmente, serem soltos. Caso o cenário se concretize, a expectativa é que a trégua dure até quarta-feira (29).

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse no domingo (26) que representantes norte-americanos e do Catar estão tentando prolongar a pausa pelo maior tempo possível.

“É o nosso objetivo manter esta pausa para além de amanhã [27/11], para que possamos continuar a ver mais reféns a sair e a enviar mais ajuda humanitária para aqueles que necessitam em Gaza”, disse Biden.

Israel já afirmou que a guerra não acabou e que retomará as operações militares assim que o prazo para a trégua terminar.

Em 7 de outubro, homens armados do grupo terrorista Hamas atravessaram a cerca da fronteira entre a Faixa de Gaza e Israel, mataram 1.200 pessoas e capturaram cerca de 240 pessoas, de acordo com os israelenses.

Mãe israelense se encontra com filhas que ficaram sequestradas por mais de 50 dias

Mãe israelense se encontra com filhas que ficaram sequestradas por mais de 50 dias

Nesse mesmo dia, Israel declarou guerra ao Hamas e começou a atacar a Faixa de Gaza. Cerca de 13 mil habitantes de Gaza foram mortos pelos bombardeios israelenses, cerca de 40% deles crianças, segundo autoridades de saúde palestinas, ligadas ao Hamas (esses números não foram checados por alguma entidade independente).

Os serviços de saúde palestinos disseram que tem sido cada vez mais difícil manter uma contagem atualizada, pois o serviço de saúde tem sido prejudicado pelos bombardeios israelenses.

Antes do cessar-fogo de sexta-feira (24), os combates estavam ainda mais intensos do que o normal. Jatos israelenses atingiram mais de 300 alvos, e tropas estavam envolvidas em combates ao redor de Jabalia, ao norte da Cidade de Gaza.

Um porta-voz do exército disse que as operações continuariam até que as tropas recebessem a ordem de parar. Do outro lado da cerca da fronteira em Israel, nuvens de fumaça podiam ser vistas pairando sobre a zona de guerra do norte de Gaza, acompanhadas por sons de tiros pesados e explosões estrondosas.

Israel diz que os combatentes do Hamas usam edifícios residenciais e outros prédios civis, inclusive hospitais, como cobertura. O Hamas nega.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

prefeita-de-paris-abandona-plataforma-x-(twitter)-e-a-chama-de-‘gigantesco-esgoto-global’

G1 Mundo

Prefeita de Paris abandona plataforma X (Twitter) e a chama de ‘gigantesco esgoto global’

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, anunciou nesta segunda-feira (27) que deixará a plataforma X, (o Twitter,) chamando-a de "gigantesco esgoto global" que está "destruindo nossas democracias" ao espalhar abuso e desinformação. Após comprar o Twitter em 2022, Elon Musk demitiu milhares de funcionários, incluindo muitos que moderavam o conteúdo da plataforma. Rebatizada como X, ela tem perdido vários anunciantes importantes e foi condenada por críticos, incluindo a Casa Branca, […]

today27 de novembro de 2023 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%