G1 Mundo

Homem é condenado a 5 anos de prisão por divulgar documentos fiscais de Trump

today30 de janeiro de 2024 2

Fundo
share close

A Justiça dos Estados Unidos condenou, nesta segunda-feira (29), Charles Littlejohn, de 38 anos, a cinco anos de prisão por ter vazado declarações de impostos do ex-presidente Donald Trump.

Littlejohn trabalhou para o Serviço de Impostos Internos (IRS, na sigla em inglês). Em outubro, ele declarou-se culpado da acusação, e a juíza de distrito Ana Reyes lhe impôs hoje a pena máxima de cinco anos de prisão.

Littlejohn foi acusado pela promotoria federal de vazar as declarações fiscais de um “alto funcionário do governo” para um meio de comunicação.



Nem o funcionário, nem o veículo foram identificados oficialmente, mas a imprensa americana informou que as declarações eram de Trump e quem as recebeu foi o jornal “The New York Times”.

Em setembro de 2020, o diário noticiou que Trump, um bilionário que se recusou a divulgar seus documentos fiscais, pagou US$ 750 dólares (R$ 3.700, na cotação atual) de imposto de renda federal em 2016 e 2017, e nada durante dez dos 15 anos anteriores.

Littlejohn também foi acusado de divulgar informações fiscais de milhares de pessoas que estão entra as mais ricas dos Estados Unidos a outro meio de comunicação não identificado.

Esse veículo, que se acredita ser o ProPublica, uma organização jornalística sem fins lucrativos que publicou amplos relatórios em junho de 2021 que chamou de “Os arquivos secretos do IRS”.

Littlejohn “descumpriu sua responsabilidade de proteger informação sensível que lhe foi confiada, e agora é um criminoso convicto”, disse a procuradora-geral adjunta Nicole M. Argentieri.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

congresso-frances-tenta-impedir-evasao-fiscal-de-alugueis-do-airbnb

G1 Mundo

Congresso francês tenta impedir evasão fiscal de aluguéis do Airbnb

Depois de um longo debate na Assembleia Nacional, os deputados franceses aprovaram nesta segunda-feira (29), em primeira leitura, um texto que ataca a evasão fiscal dos chamados alojamentos turísticos mobiliados, como o Airbnb. A plataforma, um dos patrocinadores oficiais dos Jogos Olímpicos de Paris em 2024, é acusada na França de prejudicar os aluguéis de longa duração, em meio a uma crise imobiliária alarmante. Colocado na ordem do dia pela […]

today30 de janeiro de 2024 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%