G1 Santos

Homem é preso após matar o amigo de infância com a ajuda do filho no litoral de SP; VÍDEO

today23 de março de 2024 7

Fundo
share close

Um homem, de 52 anos, e o filho dele, de 19, mataram um comerciante em Itanhaém, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1 neste sábado (23), o pai foi preso horas depois do crime. Aos policiais, ele confessou ter agredido a vítima após ser chamado de ladrão. O jovem fugiu e é procurado.

Nas imagens, obtidas pela equipe de reportagem, é possível ver a vítima, de 53 anos, vestindo uma camisa vermelha em frente ao próprio bar. Ela parece acenar para o agressor, que estava apenas com uma bermuda escura. O homem se aproxima correndo e aplica socos no rosto do comerciante.

A vítima reage e vai em direção ao agressor, que já estava no meio da rua. É nesse momento que o filho chega e surpreende com um chute, uma espécie de voadora. Depois do golpe, o jovem foge com o pai. O caso aconteceu na madrugada desta quinta-feira (21), no bairro Jardim Corumbá.



O comerciante golpeado fica jogado no chão, no meio da via, com algumas pessoas em volta. O resgate foi acionado, a vítima socorrida e levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. Ela foi transferida em seguida para o Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande (SP), mas não resistiu aos ferimentos. A causa da morte não foi divulgada.

Os policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itanhaém conseguiram o endereço de pai e filho com testemunhas. Os agentes se deslocaram ao imóvel e foram atendidos pela mãe e esposa dos agressores. A eles, informou que não sabia a motivação do crime, mas que o marido era amigo de infância do comerciante.

Pai e filho agrediram um comerciante que foi levado ao hospital mas não resistiu aos ferimentos — Foto: Divulgação/Polícia Civil

No hospital, a esposa da vítima informou aos PMs que o marido cumprimentou um colega que passava de bicicleta, mas o agressor teria achado, de forma equivocada, que era com ele.

A mulher do comerciante disse, ainda, que era vizinha da família dos agressores, e que mantinha bom relacionamento com eles. Segundo ela, o homem que começou a briga era viciado em drogas e vendia itens recicláveis.

A esposa e mãe dos agressores disse aos policiais não saber onde estavam o marido e o filho. A caminho da delegacia, no entanto, os policiais receberam a informação de que o homem, de 52 anos, pretendia escapar para São Paulo.

Os policiais realizaram investigações, trabalho de busca e esperaram até localizar e prender o homem no bairro Bopiranga. Ele passou por audiência de custódia e foi levado à Cadeia Pública de Peruíbe. Os trabalhos continuam para encontrar e prender o filho dele.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

prisao-de-robinho-gera-debate-sobre-a-violencia-sexual-no-esporte;-especialistas-destacam-ambiente-de-poder-e-impunidade

G1 Santos

Prisão de Robinho gera debate sobre a violência sexual no esporte; especialistas destacam ambiente de poder e impunidade

O g1 ouviu advogadas que defendem mulheres vítimas de violência sexual para entender por que profissionais que atuam no meio esportivo têm se envolvido em escândalos dessa natureza: estupro, assédio e importunação sexual. As advogadas Laura Cardoso, Carol Valentino e Ana Carolina Candido Alves à equipe de reportagem demonstraram encarar da mesma forma o tema. O primeiro ponto de consenso, em relação o que motivaria os casos está, segundo elas, […]

today23 de março de 2024

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%