G1 Santos

Homem é preso com tender, picanha e chorizo na saída de mercado no litoral de SP

today10 de dezembro de 2023 2

Fundo
share close

Homem de 24 anos foi conduzido à delegacia de Pariquera-Açu. Ele também furtou desodorantes e repelentes contra mosquitos.


Caso foi registrado como furto na Delegacia de Polícia de Pariquera-Açu (SP). — Foto: Divulgação/PM



Um homem, de 24 anos, foi preso por furtar tender, picanha e bifes de chorizo de um supermercado na cidade de Pariquera-Açu, no litoral de São Paulo. Segundo apurado pelo g1 neste domingo (10), ele colocou os itens em uma mochila preta, mas foi pego na saída do estabelecimento.

O caso ocorreu na última sexta-feira (8), por volta de 12h40, quando policiais patrulhavam o centro da cidade. De acordo com a Polícia Militar (PM), um funcionário do Supermercado Bonsai, na Rua Doutor Carlos Botelho, notou a movimentação criminosa com ajuda das câmeras de monitoramento.

O suspeito quase conseguiu escapar, mas o funcionário o segurou até a chegada da polícia. Ele foi conduzido à delegacia da cidade, onde a ocorrência foi registrada como furto. Além das carnes, ele também levava três desodorantes e três repelentes contra mosquitos.

O homem permaneceu à disposição da Justiça. O g1 entrou em contato com o Supermercado Bonsai, mas não obteve resposta. A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) também foi procurada e não respondeu até a publicação desta matéria.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

http://g1.globo.com/

http://g1.globo.com/




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

por-que-argentina-nao-sabe-quantas-pessoas-‘desapareceram’-na-ditadura-militar-40-anos-apos-fim-do-regime

G1 Mundo

Por que Argentina não sabe quantas pessoas ‘desapareceram’ na ditadura militar 40 anos após fim do regime

"Há décadas estamos pedindo a abertura dos arquivos. Não sabemos onde eles estão, os militares têm os arquivos bem guardados", declarou à BBC News Mundo (serviço em espanhol da BBC) Taty Almeida, de 93 anos, da Linha Fundadora da organização Mães da Praça de Maio. A histórica organização foi formada em 1977 por um grupo de mães que procuravam seus filhos "desaparecidos" durante o governo que controlou o país entre […]

today10 de dezembro de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%