G1 Mundo

Homem que tentou matar a rainha Elizabeth II com ‘arma medieval’ se declara culpado

today3 de fevereiro de 2023 7

Fundo
share close

Um homem preso na antiga casa da rainha Elizabeth II, o Castelo de Windsor, com uma balestra carregada se declarou culpado em um tribunal de Londres nesta sexta-feira (3) por um delito sob a Lei de Traição e por ameaçar matar a monarca.

Jaswant Singh Chail, 21, admitiu os crimes em Old Bailey, em Londres, depois de ser preso no terreno do castelo a oeste de Londres no dia de Natal de 2021.

“Chail entrou nas áreas protegidas do Castelo de Windsor depois de fazer ameaças de matar sua falecida Majestade, a Rainha Elizabeth II. Felizmente, policiais intervieram e ninguém ficou ferido”, disse Nick Price, chefe da Divisão Especial de Crimes e Contraterrorismo do Crown Prosecution Service.



Elizabeth, que morreu em setembro de 2022, estava no castelo no dia da invasão com seu filho e agora rei, Charles, e outros familiares próximos.

Rick Sanborn, vendedor, segurando uma balestra dentro de sua loja em Vermont, no dia 3 de fevereiro de 2015 — Foto: Wilson Ring/AP

Chail passou meses planejando o ataque, disseram os promotores em uma audiência anterior. Ao ser abordado por um oficial de proteção, Chail disse: “Estou aqui para matar a rainha.”

Ele apareceu na audiência de sexta-feira no tribunal de Old Bailey, em Londres, via videolink vestindo uma jaqueta preta e falou apenas para confirmar seu nome e declarar-se culpado das três acusações. O juiz Jeremy Baker disse que sentenciaria Chail em 31 de março.

A balestra é uma arma que mistura o conceito medieval de arco e flecha com uma espingarda. O armamento conta com um gatilho que dispara as flechas contra um alvo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

pequim-critica-‘especulacao’-dos-eua-sobre-suposto-balao-de-espionagem-chines

G1 Mundo

Pequim critica ‘especulação’ dos EUA sobre suposto balão de espionagem chinês

Em resposta, o Ministério das Relações Exteriores da China criticou "a especulação e a divulgação" do caso antes de que os fatos sejam esclarecidos. A pasta argumentou que está estudando o caso e que a China não tem intenção de invadir o espaço aéreo norte-americano, mas não informou se o artefato pertence ou não a Pequim. "A China é um país responsável e estamos sempre observando as leis internacionais. Não […]

today3 de fevereiro de 2023 18

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%