G1 Santos

Homem que teve diagnóstico de enxaqueca descobre tumor na cabeça e pescoço e perde a visão

today21 de maio de 2024 1

Fundo
share close

Um morador de São Vicente (SP) perdeu a visão devido a um tumor na cabeça e pescoço. Os sintomas começaram em 2023, quando Darci Nascimento dos Santos, de 51 anos, foi diagnosticado por médicos com uma ‘enxaqueca’. De acordo com a filha, ele está em casa, debilitado e cuspindo sangue, enquanto aguarda há mais de três meses pelo tratamento da doença e cirurgia.

Ao g1, Erica dos Santos, de 30 anos, contou que a hipótese diagnóstica apresentada à família é de o pai tenha uma neoplasia maligna da cavidade nasal. A informação consta em um relatório médico de março deste ano.

Os problemas, no entanto, começaram em 2023. Em novembro do ano passado, a filha contou ter levado o pai ao Pronto-Socorro do Rio Branco e à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Central de Santos. Nas unidades, os médicos o trataram como um paciente com sinais de enxaqueca e o receitaram remédios para as dores, sem realizar exames.



As dores de Darci não pararam e, em fevereiro, o paciente procurou ajuda no Pronto-Socorro Central de Praia Grande. No local, Erica contou ter insistido por uma tomografia, que foi realizada e detectou uma massa cancerígena entre o pescoço e o nariz.

“Ele perdeu uma [visão] depois de um mês de descoberta do câncer e depois o olho dele começou a esbugalhar para fora. E agora, infelizmente, depois de umas duas semanas disso, ele perdeu a segunda visão”, lamentou Erica.

Filha diz que olho de Darci ‘saltou’ devido ao câncer facial — Foto: Arquivo pessoal

Um profissional de saúde que atendeu o paciente em Praia Grande orientou que Erica apresentasse o resultado da tomografia em um posto de saúde de São Vicente.

A filha atendeu a orientação e, na unidade vicentina, a médica constatou o tumor. A profissional encaminhou o caso ao Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Santos.

Em março deste ano, o AME encaminhou Darci para a lista da Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross) para poder internar e realizar a cirurgia.

No relatório médico de encaminhamento do paciente, obtido pelo g1, foi que a médica sinalizou a hipótese diagnóstica de neoplasia maligna da cavidade nasal. “Eles falam que tem que esperar essa vaga do Cross. Não explicam nada, não”, afirmou Erica.

De acordo com a filha, Darci está debilitado e na madrugada de sábado (18) precisou socorrê-lo após convulsionar. “Tive que levar meu pai nos braços para o hospital. Está ficando muito difícil. Ele está sofrendo com dor”, disse à equipe de reportagem.

Devido aos efeitos do tumor, sangue sai do nariz e da boca de Darci — Foto: Arquivo pessoal

A família se sente desamparada pelo sistema de saúde pública. Sempre que Darci passa mal, é levado a um PS regional, mas logo recebe alta e as dores retornam. A ansiedade por respostas foi tanta que os familiares pagaram uma biópsia particular de R$ 500, cujo resultado deve sair nesta semana.

De acordo com Erica, muitas vezes o pai sangra pelo nariz e pela boca. O morador da Vila Margarida depende 100% da esposa para se locomover.

O que dizem as unidades de saúde?

Em nota, o Departamento Regional da Saúde (DRS) da Baixada Santista informou que o paciente está na lista da Cross, que tem consulta agendada no Hospital Santa Casa de Santos na quinta-feira (23), às 14h, na especialidade de oncologia cirúrgica. De acordo com Erica, a consulta está marcada desde fevereiro deste ano.

O Instituto Nacional de Pesquisa e Gestão em Saúde (InSaúde), responsável pela UPA Central, disse que o paciente já havia recebido o diagnostico do tumor em 3 de março, em seu quarto atendimento. Ele tinha consulta com oncologista no AME alguns dias depois, mas compareceu à UPA. No dia 8, retornou com dor e foi medicado.

“Nos atendimentos subsequentes, o paciente apresentou quadro de cefaleia, dor no local do tumor e iniciou com quadro de epistaxe [sangramento local], sintomas esses compatíveis com o quadro clínico esperado e sem critérios para intervenção na urgência e emergência”, afirmou.

O g1 entrou em contato com a Prefeitura de São Vicente, mas não obteve retorno até a última atualização da reportagem.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

helicoptero-ultrapassado-e-dificuldade-para-repor-pecas:-queda-de-aeronave-com-presidente-do-ira-expoe-fragilidade-da-aviacao-local-em-meio-a-embargo-dos-eua

G1 Mundo

Helicóptero ultrapassado e dificuldade para repor peças: queda de aeronave com presidente do Irã expõe fragilidade da aviação local em meio a embargo dos EUA

A queda joga luz sobre a fragilidade da aviação iraniana em meio a décadas de embargo pelos Estados Unidos —o que resulta em falta de acesso a aeronaves modernas e a peças de reposição. O presidente Ebrahim Raisi voava em um helicóptero Bell 212. Segundo a emissora estatal IRNA, o helicóptero foi comprado no início dos anos 2000. Trata-se de uma antiga aeronave americana que provavelmente já tinha décadas de […]

today21 de maio de 2024 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%