G1 Santos

Idoso morre após levar ‘voadora’ no peito na frente do neto de 11 anos no litoral de SP

today10 de junho de 2024 9

Fundo
share close

Um idoso, de 77 anos, identificado como Cesar Fine Torresi, morreu após levar uma ‘voadora’ no peito na frente do neto, uma criança de 11. O caso ocorreu no bairro Aparecida, em Santos, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1, o suspeito, de 39 anos, fugiu para um mercado nas proximidades da região, mas foi localizado e preso em flagrante.

De acordo com o boletim de ocorrência, a criança relatou ao pai — filho da vítima — que ela e o avô atravessavam a Rua Pirajá da Silva entre os carros, na tarde de sábado (8), porque o trânsito estava parado.

De repente, segundo o menino, um carro avançou na direção deles, freou bruscamente e o idoso se apoiou no capô sem causar danos. No momento em que a vítima e o neto terminaram de atravessar, o motorista foi até eles a pé e deu a voadora, um chute no peito do homem.



A Polícia Militar foi acionada e ao chegar no local viu que o idoso era atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A vítima estava desacordada e foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Leste, onde foi intubada, teve três paradas cardíacas e não resistiu.

Uma testemunha relatou à PM que viu o idoso e o neto de mãos dadas no momento que antecedeu a agressão.

O episódio gerou revolta e motivou discussões de pessoas que passavam pelo local com o suspeito, que correu para um estabelecimento comercial, mas foi localizado pela PM.

Ele foi levado à Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Santos e, na presença do advogado, não quis se manifestar sobre o ocorrido. O caso foi registrado como lesão corporal seguida de morte.

Idosa com deficiência é agredida após briga de trânsito no litoral de SP

Idosa com deficiência é agredida após briga de trânsito no litoral de SP

Imagens obtidas pelo g1, mostram quando Walderez Aparecida Siqueira Garcia entra na garagem do prédio onde mora e é perseguida pela agressora (veja o vídeo acima).

A vítima contou à reportagem que a confusão começou no bairro Pompeia, assim que deixou o consultório do dentista em julho de 2013. Ela lembrou ter saído do estacionamento de marcha à ré, de ter feito a manobra sem notar nada diferente e entrado na rua Euclydes da Cunha.

Ela percorreu alguns metros até parar no primeiro semáforo. Nessa hora, ela foi informada, por outro condutor, que a motorista de outro carro a havia acusado de ter batido no veículo dela.

A vítima contou que a mulher desceu do veículo para tirar satisfação e, de repente, a xingou de ‘picareta’, deu chutes no carro e a mandou sair do automóvel. Walderez contou à reportagem que usa cadeira de rodas para facilitar a locomoção, pois tem lesão medular e já passou por 14 cirurgias.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

vendedor-de-jabutis-e-preso-apos-tentar-esconder-filhotes-nos-bolsos-no-litoral-de-sp

G1 Santos

Vendedor de jabutis é preso após tentar esconder filhotes nos bolsos no litoral de SP

Animais foram resgatados e serão tratados antes de serem devolvidos à natureza. Caso ocorreu em uma feira livre de Praia Grande (SP). Jabutis estavam sendo vendidas ilegalmente em feira livre de Praia Grande (SP). — Foto: Divulgação/Prefeitura de Praia Grande Um homem foi preso ao tentar vender animais silvestres em uma feira livre de Praia Grande, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1 nesta segunda-feira (10), o suspeito […]

today10 de junho de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%