G1 Santos

Iporanga, no Vale do Ribeira, tem 35% da população formada por quilombolas

today28 de julho de 2023 7

share close

Dados inéditos sobre população quilombola no país foram divulgados pelo IBGE. Veja a quantidade de quilombolas em cidades da Baixada Santista e Vale do Ribeira.


Quilombo das Bombas fica localizado em Iporanga (SP) — Foto: Reprodução/Raquel Pasinato



A cidade de Iporanga, no Vale do Ribeira (SP), tem 35% da população composta por quilombolas. Esse é o maior percentual registrado em municípios do Vale do Ribeira, segundo dados inéditos divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Já na Baixada Santista, no litoral de São Paulo, a cidade com a maior quantidade de quilombolas é Guarujá (confira os dados abaixo).

Segundo os dados do IBGE, 14 cidades da região do Vale do Ribeira possuem quilombolas. Destas, Eldorado se destaca por ter a maior quantidade. São 2.245 quilombolas, que correspondem a 17,18% dos habitantes da cidade. Já Iporanga aparece com o maior percentual. De acordo com os dados, 35,2% dos moradores da cidade são quilombolas, ou seja, 1.424 habitantes.

Na Baixada Santista, segundo o IBGE, há quilombolas em quatro municípios: Guarujá, Mongaguá, Santos e Itanhaém. Os dados apontam que há 67 quilombolas em Guarujá, o que corresponde a 0,02% da população (veja os dados abaixo) .

População quilombola no Brasil: saiba os principais dados do Censo 2022

População quilombola no Brasil: saiba os principais dados do Censo 2022

Confira a população quilombola nas duas regiões, segundo o IBGE:

  • Guarujá – 67 (0,02%)
  • Mongaguá – 24 (0,04%)
  • Santos – 19 (0%)
  • Itanhaém – 2 (0%)

  • Eldorado – 2.245 (17,18%)
  • Iporanga- 1.424 (35,2%)
  • Barra do Turvo – 1.219 (17,73%)
  • Cananéia – 501 (4,08%)
  • Iguape – 379 (1,3%)
  • Itaoca – 302 (8,83%)
  • Jacupiranga – 133 (0,83%)
  • Cajati – 101 (0,35%)
  • Registro – 65 (0,11%)
  • Miracatu- 39 (0,21%)
  • Sete Barras – 17 (0,13%)
  • Barra do Chapéu – 9 (0,17%)
  • Pariquera-Açu – 1 (0,01%)
  • Juquiá – 1 (0,01%)

Comunidade quilombola de Eldorado, SP, já é demarcada desde 2018 — Foto: Divulgação/ Incra SP

Quilombola é um termo usado para identificar aqueles “remanescentes de comunidades dos quilombos”. Entre os séculos 16 e 19, os quilombos foram criados por pessoas escravizadas que fugiam do regime de violência imposto pela escravização. Esses espaços de liberdade e resistência se espalharam por todo o país.

Cem anos depois da abolição da escravidão, a Constituição de 1988 criou a nomenclatura “remanescentes das comunidades dos quilombos” e definiu que a essas pessoas que estejam ocupando terras deve ser reconhecida a propriedade definitiva do espaço, “devendo o Estado emitir-lhes títulos respectivos”. Ao longo do tempo, a expressão usada na Constituição foi sendo substituída pelo termo “quilombola”.

SAIBA MAIS DO CENSO IBGE:

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

Prefeitura de Guarujá

Guarujá realiza serviços de desratização em diversos bairros 

Vistorias sanitárias têm como objetivo evitar a proliferação de roedores  A Prefeitura de Guarujá desempenha serviços de desratização e vistoria sanitárias em diversos bairros da Cidade. As intervenções tiveram início na segunda-feira (24) e acontecem até o próximo dia 4. A ação tem por objetivo evitar e conter a proliferação de doenças causadas por roedores. O serviço de desratização no Município é contínuo em bocas de lobo, canais, valas, ruas, avenidas, palafitas, praças públicas, prédios públicos e terrenos baldios, conforme […]

today28 de julho de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%