G1 Mundo

Irã detém mais de 100 pessoas suspeitas nos casos de envenenamento de milhares de alunas

today12 de março de 2023 7

Fundo
share close

Mais de 100 pessoas foram detidas no Irã no âmbito da investigação sobre as intoxicações que afetaram milhares de alunas em escolas, um caso que chocou o país, anunciaram as autoridades.

“Mais de 100 pessoas suspeitas de responsabilidade nos incidentes nas escolas foram identificadas, detidas e interrogadas”, informou o ministério do Interior em um comunicado divulgado pela agência oficial Irna.

O ministério explicou que entre os detentos, alguns tinham “motivação hostil” com o objetivo de “criar um clima de medo entre as estudantes e provocar o fechamento das escolas”. Sem revelar mais detalhes, a pasta informou que as detenções aconteceram em várias províncias, incluindo Teerã e Qom (norte).



As autoridades também mencionaram “possíveis vínculos com organizações terroristas” e cita os Mujahedines do Povo do Irã (MEK), um movimento no exílio, com sede na Albânia.

Desde o fim de setembro, muitas escolas para meninas registraram casos de intoxicação, com gás e substâncias tóxicas, que provocaram náuseas, problemas respiratórios e desmaios entre as alunas. Algumas precisaram ser hospitalizadas.

As autoridades afirmaram que mais de 5.000 alunas foram afetadas em quase 230 escolas, em 25 das 31 províncias do país.

O comunicado informa que desde a semana passada o número de incidentes “diminuiu de forma significativa” e não foram registrados novos casos.

A onda de intoxicações provocou uma grande comoção no país. As famílias se mobilizaram e exigiram uma reação do governo.

Os primeiros casos de intoxicação foram registrados dois meses após o início dos protestos em todo o país pela morte, em 16 de setembro, de Mahsa Amini, uma jovem de 22 anos que faleceu sob custódia da polícia da moralidade depois de ser presa por supostamente violar o código de vestimenta do país.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

o-que-explica-dia-de-protestos-historicos-em-israel

G1 Mundo

O que explica dia de protestos históricos em Israel

Este foi o décimo fim de semana consecutivo de manifestações e, segundo os organizadores e o jornal Haaretz, o que teve o maior número de participantes na história do país. Calcula-se que até 500 mil pessoas tenham saído às ruas no sábado para protestar em várias cidades do país, principalmente em Tel Aviv. A reforma judicial foi parcialmente aprovada em primeira fase pelo Parlamento (Knesset) de Israel no final de […]

today12 de março de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%