G1 Mundo

Irã e Israel voltam a trocar ameaças após bombardeio de consulado no início de abril

today10 de abril de 2024 6

Fundo
share close

O bombardeio do dia 1º de abril matou um comandante sênior da Guarda Revolucionária do Irã e outras seis pessoas. O episódio aumentou as tensões no Oriente Médio.

Nesta quarta-feira, durante um discurso para marcar o fim do Ramadã — período sagrado para os muçulmanos — o aiatolá Ali Khamenei, líder supremo do Irã, voltou a prometer uma resposta ao ataque israelense na Síria.

“Quando o regime sionista ataca um consulado iraniano na Síria, é como se tivesse atacado o solo iraniano. O regime maligno cometeu um erro e deve ser punido. E será”, disse Khamenei.



O líder iraniano também afirmou que o Ramadã foi marcado por banho de sangue em Gaza e que Israel “intensificou a matança”.

“Que Deus amaldiçoe o regime usurpador sionista”, afirmou.

Momentos depois, o ministro das Relações Exteriores israelense, Israel Katz, respondeu Khamenei e o marcou em uma rede social.

“Se o Irã lançar um ataque do próprio território, Israel vai responder e atacar o Irã”, escreveu.

No dia 1º de abril, aviões militares de Israel atingiram o consulado do Irã em Damasco, na Síria, matando sete membros da Guarda Revolucionária Iraniana.

Hossein Akbari, o embaixador do Irã na Síria, afirmou que o consulado foi atingido por seis mísseis disparados de caças F-35.

O jornal “The New York Times” afirmou que conversou com quatro autoridades de Israel, que confirmaram que o país realmente executou o ataque.

Um porta-voz militar de Israel disse que não vai fazer comentários sobre notícias na mídia estrangeira.

Um dia após o ataque, Ali Khamenei prometeu vingança e disse que Israel iria se arrepender do ataque. Na mesma linha, o presidente do Irã, Ebrahim Raisi, afirmou que o bombardeio não ficaria sem resposta.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

justica-da-argentina-determina-bloqueio-de-bens-do-ex-presidente-alberto-fernandez

G1 Mundo

Justiça da Argentina determina bloqueio de bens do ex-presidente Alberto Fernández

Além do ex-presidente, outras duas pessoas investigadas tiveram os bens bloqueados pela Justiça da Argentina. São elas: Héctor Martínez Sosa, amigo de Fernandez e corretor;María Cantero, esposa de Héctor e ex-secretária de Fernandez. De acordo com o Clarín, a investigação envolve um decreto publicado por Fernandez em 2021, que obriga o setor público a contratar serviços de seguro. A norma também exigia que a contratação fosse feita exclusivamente com a […]

today10 de abril de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%