G1 Mundo

Jacinda Ardern, primeira-ministra da Nova Zelândia, anuncia que vai renunciar ao cargo

today19 de janeiro de 2023 16

Fundo
share close

A líder política afirmou que não vai se candidatar a um terceiro mandato de primeira-ministra.

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern — Foto: REUTERS/Praveen Menon



A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, anunciou na TV de seu país na quinta-feira (19) – ainda noite de quarta-feira (18) no Brasil – que ela não vai se candidatar à reeleição e que deverá renunciar até o começo de fevereiro.

Ardern disse que ainda acredita que o Partido Trabalhista da Nova Zelândia vencerá as próximas eleições, marcadas para outubro deste ano.

“Embora eu não vá disputar a eleição, sei que as questões que mais afetam os neozelandeses continuarão sendo o foco do governo durante este ano e nas eleições”, disse Ardern.

Ela afirmou que já não tem mais combustível para seguir na carreira. A política de 42 anos disse que o tempo em que ela esteve no cargo (quase seis anos) foram desafiadores e cobraram um preço.

“Neste verão, eu esperava encontrar uma maneira de me preparar não apenas para mais um ano, mas para outro semestre, porque é isso que este ano exige. Eu não fui capaz de fazer isso”, afirmou ela.

“Eu sei que haverá muita discussão após esta decisão sobre qual foi o chamado motivo ‘real’. O único ângulo interessante que você encontrará é que, depois de enfrentar seis anos de grandes desafios, eu sou humana. Os políticos são humanos. Damos tudo o que podemos, pelo tempo que pudermos, e então é a hora. E, para mim, é a hora”, disse.

Os próximos passos serão os seguintes:

  • Jacinda vai deixar o cargo de líder do Partido Trabalhista até o dia 7 de fevereiro;
  • Os membros do Partido Trabalhista da Nova Zelândia vão votar para escolher um novo líder (que também vai ocupar o cargo de primeiro-ministro até outubro);
  • Em outubro haverá eleições gerais para o Parlamento.

Jacinda foi vitoriosa em duas eleições no país. Na primeira vez, em 2017, ela tinha 37 anos e se tornou a mais jovem líder de um país, de acordo com a BBC. A última vitória foi em 2020.

Veja abaixo uma reportagem sobre a segunda eleição de Jacinda Ardern, em 2020:

Jacinda Ardern consegue reeleição histórica na Nova Zelândia

Jacinda Ardern consegue reeleição histórica na Nova Zelândia

VÍDEOS: mais assistidos do g1

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

no-iemen,-rebeldes-e-sauditas-negociam-para-manter-tregua,-mas-exigencias-de-cada-lado-geram-tensao

G1 Mundo

No Iêmen, rebeldes e sauditas negociam para manter trégua, mas exigências de cada lado geram tensão

O silêncio é frágil, sem nenhum cessar-fogo formal desde que uma trégua negociada pela ONU terminou em outubro. Foi abalado pelos ataques de houthis às instalações de petróleo e pela retórica inflamada do governo internacionalmente reconhecido do Iêmen, aliado da Arábia Saudita, que reclama que até agora foi deixado de fora das negociações. A falta de progresso pode levar a um colapso e a uma retomada da luta generalizada. Mas, […]

today19 de janeiro de 2023 13

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%