G1 Santos

‘Japa do Crime’ presa com R$ 1 milhão não sabia dos crimes do marido, diz defesa

today9 de fevereiro de 2024 12

Fundo
share close

Conhecida pela polícia como ‘Japa do crime’, Karen de Moura Tanaka Moris não tem envolvimento com atos ilícitos, segundo o advogado de defesa João Armôa Junior. Em entrevista ao g1 nesta sexta-feira (9), ele disse que a mulher sequer tinha conhecimento do histórico criminoso do marido Wagner Ferreira da Silva, o ‘Cabelo Duro’, antes da morte dele em 2018. Segundo a polícia, o homem era considerado um dos chefes da principal facção criminosa do estado de São Paulo.

Segundo o advogado, o dinheiro encontrado na casa é oriundo de meios lícitos. “De compra e venda de veículos, de imóveis que são totalmente lícitos e isso vai ser comprovado no curso da instrução do processo”, explicou João Armôa Junior.

Ainda de acordo com o defensor, Karen tem ensino superior e é ré primária. “A maior prova que ela está falando a verdade sobre esse tema é que nunca ela foi investigada por organização criminosa enquanto o marido era vivo e nem logo após a morte dele”, enfatizou.



O advogado esclareceu ainda que ela tem um filho menor de idade com Wagner, mas não sabia do envolvimento do marido com o crime organizado. “Desconhecia totalmente as atividades ilícitas dele enquanto ele estava em vida aqui na Terra”, disse Armôa.

A expectativa da defesa de Karen é que seja concedida liberdade provisória ou prisão domiciliar para que a suspeita possa cuidar do filho. “A lei diz que a mãe presa com um filho menor de 12 anos, que depende exclusivamente dela, não pode ficar presa e tem que ficar em prisão domiciliar”, explicou.

Viúva de chefe de facção executado é presa por lavagem de dinheiro no litoral de SP — Foto: Divulgação/Polícia Civil e Reprodução

Wagner também era conhecido como Waguininho e Magrelo. Ele é suspeito de participar de roubos em marinas de luxo no litoral paulista e do assassinato de um policial militar. A polícia apura se Wagner desviou dinheiro ou estaria envolvido nos assassinatos de outros dois membros da facção: Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca.

Polícia de SP investiga execução de criminoso a tiros de fuzil

Polícia de SP investiga execução de criminoso a tiros de fuzil

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

pm-atira-duas-vezes-em-homem-desarmado-no-litoral-de-sp;-video

G1 Santos

PM atira duas vezes em homem desarmado no litoral de SP; VÍDEO

Um policial militar atirou duas vezes em um mesmo homem desarmado após uma confusão, nesta sexta-feira (9), no Parque Bitaru, em São Vicente, no litoral de São Paulo. Imagens obtidas pelo g1 mostram um grupo de homens envolvidos na discussão e o agente de segurança atirando duas vezes contra a vítima (assista o vídeo acima). Segundo a Polícia Militar, o caso aconteceu por volta das 12h24, na rua Rua Montese. […]

today9 de fevereiro de 2024 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%