G1 Santos

‘Japa do Crime’, viúva de chefe de facção executado e presa com mais de R$ 1 milhão, é solta e vai cumprir prisão domiciliar

today1 de março de 2024 6

Fundo
share close

A decisão foi tomada pela 2ª Vara de Crimes Tributários, Organização Criminosa e Lavagem de Bens e Valores da Capital. A concessão da prisão domiciliar leva em consideração que Karen tem um filho de 12 anos e não é investigada por crimes violentos.

O cumprimento da prisão domiciliar será realizado de forma integral e monitorada, com o uso de tornozeleira eletrônica. “Apesar da gravidade dos fatos e dos indícios de autoria, que pairam contra a indiciada, concluo, em observância ao Código de Processo Penal, que ela faz jus à prisão domiciliar.”, diz a decisão.

Segundo apurado pelo g1, Karen deixou o Centro de Detenção Provisória Feminino de Franco da Rocha no dia 24 de fevereiro e está cumprindo a determinação da Justiça em sua residência, na capital paulista.



Viúva de chefe de facção executado é presa por lavagem de dinheiro no litoral de SP — Foto: Divulgação/Polícia Civil e Reprodução

Karen foi presa no dia 8 de fevereiro pela Polícia Civil suspeita de lavagem de dinheiro do tráfico de drogas na Baixada Santista para a principal facção criminosa do estado. Na residência dela, foram apreendidos R$ 1 milhão e 50 mil dólares [cerca de R$ 249 mil na cotação atual] em dinheiro, além de um veículo da marca Audi.

Segundo ele, os valores são referentes a compra e venda de veículos e imóveis. Armôa ainda destacou que a acusada tem ensino superior e é ré primária. “A maior prova que ela está falando a verdade sobre esse tema é que nunca ela foi investigada por organização criminosa enquanto o marido era vivo e nem logo após a morte dele”, enfatizou.

O anúncio da prisão de Karen foi feito durante entrevista coletiva realizada pelo secretário de segurança pública do estado, Guilherme Derrite, e pelo delegado geral de São Paulo, Artur José Dian, na sede do Comando de Policiamento do Interior Seis (CPI-6), em Santos (SP).

Segundo Dian, as investigações iniciadas em junho de 2023 apontam ‘Japa’ como uma das principais responsáveis pela lavagem de dinheiro do tráfico de drogas para a facção na Baixada Santista.

“Ela fazia a lavagem de dinheiro através de diversas empresas de ‘laranjas’. Pegava esse dinheiro e o fazia circular. Os relatórios de informações financeiras levam a milhões de reais”, explicou o delegado geral.

Viúva de chefe de facção executado é presa por lavagem de dinheiro no litoral de SP — Foto: Matheus Croce/TV Tribuna

O relatório, elaborado pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), mostra que uma empresa criada por Karen logo após o falecimento de Wagner registrou uma movimentação de mais de R$ 35 milhões.

Ainda de acordo com Dian, foram cumpridos três mandados de busca, sendo um em uma residência em Bertioga (SP), outro em um escritório virtual que era utilizado por ‘Japa’ para fazer os acordos de lavagem de dinheiro, e o último no apartamento dela no bairro Tatuapé, em São Paulo.

Karen de Moura Tanaka Moris é viúva de Wagner Ferreira da Silva — Foto: Divulgação/Polícia Civil e Reprodução

O secretário de Segurança Pública de São Paulo e o delegado geral do estado revelaram que ‘Japa’ é viúva de Wagner Ferreira da Silva, o ‘Cabelo Duro’, com quem teve um filho, atualmente com 12 anos.

Wagner é suspeito de participar de roubos em marinas de luxo no litoral paulista e do assassinato de um policial militar. A polícia apura se Wagner desviou dinheiro ou estaria envolvido nos assassinatos de outros dois membros da facção: Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca.

Polícia de SP investiga execução de criminoso a tiros de fuzil

Polícia de SP investiga execução de criminoso a tiros de fuzil

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ministerio-publico-espanhol-vai-recorrer-da-condenacao-de-daniel-alves-por-estupro,-diz-agencia

G1 Mundo

Ministério Público espanhol vai recorrer da condenação de Daniel Alves por estupro, diz agência

Órgão quer aumentar a pena do ex-jogador de futebol, condenado a 4 anos e 6 meses de prisão. Sentença diz que ele jogou a mulher no chão do banheiro de uma boate em Barcelona, imobilizou-a e penetrou sem consentimento. Julgamento de Daniel Alves — Foto: Alberto Estevez/Reuters O Ministério Público espanhol vai recorrer da condenação por estupro imposta por um tribunal de Barcelona ao jogador de futebol brasileiro Daniel Alves, […]

today1 de março de 2024 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%