G1 Santos

Jovem faz música debochando da morte de PM da Rota e é preso: ‘sem medo de morrer’; VÍDEO

today4 de agosto de 2023 10

Fundo
share close

Nas imagens, obtidas pelo g1 nesta sexta-feira (4), Adelso canta uma música relatando o episódio em que o PM e outro agente foram baleados na comunidade Vila Julia. Na letra, o jovem afirmou que os criminosos estavam “cheios de ódio” e também zombou dos policiais atingidos.

Se é apologia, eu vou mandar

Vou mandar, mando aí

Eu troco tiro com a Baep

E é sem medo de morrer


Aqui é o [nome da fação]

Eu sou do crime organizado

Pode descer lá, Rota

Da capital de São Paulo

Os ‘menor’ cheio de ódio

Com a 9 na cintura

Eu tava no horário

Do nada vira a viatura


Trocaria do c…

Eu vou contar pra vocês

Nós mandamos um montão

Baleamos…

Um ficou f…

E o que ‘deitou’ foi o Reis

Jovem que cantou música debochando da morte de PM da Rota é preso. Ao centro a foto do PM Patrick Bastos Reis, morto em 28 de julho. — Foto: Reprodução



O suspeito foi preso em flagrante em frente a um supermercado em Guarujá, após não ter sido encontrado em casa, na mesma cidade, para o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na quinta-feira (3). Segundo o delegado Fabiano Barbeiro, da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Santos, o celular em que Adelso gravou o vídeo foi apreendido.

Em entrevista à TV Tribuna, emissora afiliada à Globo, o advogado que representa Adelso, Silvano José de Almeida, disse que o suspeito estava alcoolizado durante a gravação do vídeo e discordou da prisão em flagrante por associação ao tráfico.

“Ele não faz parte de organização criminosa e não estava presente no dia dos fatos que vitimaram lamentavelmente o policial militar. Está arrependido”, complementou o advogado.

O que se sabe sobre a morte de um policial da Rota em Guarujá e da Operação Escudo

O que se sabe sobre a morte de um policial da Rota em Guarujá e da Operação Escudo

O soldado Patrick Bastos Reis foi baleado enquanto fazia um patrulhamento na comunidade da Vila Júlia em Guarujá, na quinta-feira (27). A morte dele foi confirmada no mesmo dia. Além dele, um outro policial foi baleado na mão esquerda, encaminhado para o Hospital Santo Amaro e liberado.

Após o caso, a Polícia Militar iniciou a Operação Escudo, com o objetivo de capturar os criminosos responsáveis pela ação contra os agentes.

Na segunda-feira (31), Erickson foi encaminhado ao Fórum de Santos, onde passou por audiência de custódia, que começou por volta das 10h. A Justiça definiu que a prisão temporária foi mantida por 30 dias.

Erickson David da Silva é um dos apontados como responsáveis pelos disparos contra o PM em Guarujá (SP). — Foto: Reprodução

Em entrevista à TV Tribuna, afiliada da TV Globo, o advogado do Wilton Felix disse que suspeito se diz inocente e estava na comunidade em Guarujá, para comprar drogas. “Ele [Erickson] alega e atesta que não participou do evento morte. Na fatalidade, ele estava comprando droga, por fazer uso de entorpecentes, quando ouviu vários tiros e no pavor da situação, ele fugiu do local”, explicou Felix.

Ainda segundo o advogado, imagens do suspeito foram vinculadas como sendo o principal suspeito de ter realizado o disparo de ter matado o policial. “Ele ficou com receio e foi para outra cidade, sendo hoje (domingo), de livre e espontânea vontade, se integrou as autoridades, na Corregedoria da Polícia, mostrando que acredita que ele foi vítima de uma injustiça”, disse o advogado.

Suspeito de matar policial do ROTA pede para Tarcísio 'parar de matar inocentes'

Suspeito de matar policial do ROTA pede para Tarcísio ‘parar de matar inocentes’

Em vídeo gravado antes de ser preso, o suspeito afirma, em relato direcionado ao governador de SP e ao secretário de Segurança Pública, que estão “matando uma ‘pá’ de gente inocente”. Ele diz não ter nada a ver com o caso, mas que vai se entregar. Erickson diz ainda que estão “querendo pegar” sua família (veja o vídeo acima).

O secretário de Segurança Pública de São Paulo, Guilherme Derrite, afirmou nesta segunda-feira (31) que o vídeo gravado pelo suspeito foi “uma estratégia do crime organizado”.

“A verdade é que esse vídeo que ele fez, orientado pelos seus defensores, inclusive tem áudio do advogado o orientando a fazer esse vídeo, se os senhores ainda não possuem, ao longo das investigações vão tomar conhecimento disso, é uma estratégia do crime organizado, inclusive de cooptar moradores, de cooptar pessoas das comunidades que também são vítimas do tráfico organizado apresentando versões”, afirmou.

Até a última atualização desta reportagem, SSP-SP confirmou que o número de mortes subiu para 16 durante a Operação Escudo realizada em Guarujá (SP). A ação da polícia começou, na última sexta-feira (28) após execução de PM da equipe Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) durante patrulhamento na região.

Governador Tarcísio de Freitas durante coletiva sobre operações na Baixada Santista e Centro de SP — Foto: Governo de SP

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e o secretário de segurança do estado, Guilherme Derrite, anunciaram aumento do efetivo policial e uma nova unidade em Guarujá, no litoral de São Paulo, após a morte do PM da Rota Patrick Bastos Reis. Segundo o governador, as ações se fazem necessárias pois “o tráfico ocupou a Baixada Santista”.

De acordo com Tarcísio, a Operação Escudo vai continuar na Baixada Santista por pelo menos 30 dias. Além disso, o governador ainda prometeu novas ações na região.

“Nós vamos levar para a Baixada Santista o aumento de efetivo, unidade da Polícia Militar. Nós devemos ter mais uma unidade da Polícia na Baixada para aumentar o efetivo e responder o anseio da Baixada”, disse Tarcísio.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

entenda-como-a-baixada-santista-entrou-na-rota-do-trafico-internacional-de-drogas

G1 Santos

Entenda como a Baixada Santista entrou na rota do tráfico internacional de drogas

"Historicamente, o Brasil é um dos territórios por onde passa parte das cargas de cocaína exportadas para a Europa e para a África. O Porto de Santos é um dos locais por onde saem esses carregamentos, que envolvem múltiplos atores -- brasileiros e não brasileiros", explica Camila Nunes, professora da Universidade Federal do ABC e pesquisadora colaboradora do Núcleo de Estudos da Violência, da USP. O Porto de Santos, o […]

today4 de agosto de 2023

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%