G1 Santos

Jovem que fugiu de clínica é visto, ouvido, divulgado na web e volta para casa após oito meses nas ruas de SP

today11 de julho de 2023 3

Fundo
share close

“Nunca perdi a esperança. Eu iria até o inferno para encontrar meu filho. Nunca deixaria de procurá-lo”, disse a mãe, Patrícia Aparecida dos Santos, de 50 anos.

A cuidadora de idosos reencontrou o filho no último sábado (8), após ver uma publicação sobre o jovem em uma rede social.

O post foi feito pela professora Nicole Barreto dos Santos, de 23 anos, a pedido da mãe dela, Renata Santos Barreto, de 45, que mora no bairro Jardim Ibirapuera, em São Paulo, e que costumava ver Kaio pela região em busca de reciclagens.



Kaio Wesley dos Santoss, de Itanhaém, SP, foi encontrado em situação de rua após oito meses desaparecido — Foto: Arquivo Pessoal

A fato de ser jovem e estar vagando pelas ruas da capital chamou a atenção de Renata, que perguntou a ele o nome, a cidade de origem e como se chamavam os pais. Com as respostas, a mulher pediu para a filha procurar grupos do litoral de São Paulo nas redes sociais para tentar encontrar a família de Kaio.

“Em menos de dez minutos já recebi comentários”, disse Nicole que, no mesmo dia, foi contatada pela família de Kaio informando que iria buscá-lo na capital. Diante disso, ela e a mãe saíram para encontrar o jovem, que ao ser achado foi levado para tomar um banho.

“Minha mãe muito feliz, dando carinho para ele e apertando as bochechas. Ele ficou assistindo TV sentadinho, meio com vergonha, mas estava tranquilo”, explicou a professora, que ficou satisfeita com o reencontro do jovem com os familiares.

A gente costuma dizer que é um anjo”, disse a irmã do jovem, Bruna Cristina Pedroso da Silva, de 30 anos, se referindo à Renata. De acordo com ela, a família decidiu ir até São Paulo logo que viu a foto publicada nas redes sociais. (veja no vídeo acima)

Kaio fugiu da clínica em que estava internado no dia 10 de novembro do ano passado. De acordo com Bruna, o jovem já está em casa e, agora, aos familiares contou que chegou a procurar comida em caçambas de lixo e dormir em calçadas durante os meses longe.

Kaio Wesley dos Santos, de Itanhaém, SP, reencontrou a mãe neste sábado (8), em São Paulo — Foto: Arquivo Pessoal

“Graças a Deus já está com a gente e iremos cuidar com todo amor e carinho”, contou, dizendo que a família está providenciando médico para que ele se recupere.

Para Patrícia, mãe do jovem, foi um alívio ver o filho bem e saber que ele foi notado e cuidado por outra pessoa após quase oito meses sem notícias. “Sensação maravilhosa de saber que existem pessoas maravilhosas que acolheram meu filho […]. É nunca parar de ter fé”, disse a mãe.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

estuario-no-litoral-de-sp-e-um-dos-locais-mais-contaminados-por-microplasticos-no-mundo,-revela-pesquisa;-video

G1 Santos

Estuário no litoral de SP é um dos locais mais contaminados por microplásticos no mundo, revela pesquisa; VÍDEO

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) revelou que estuário de Santos, no litoral de São Paulo, é um dos locais mais contaminados por microplásticos no mundo, após comparar os dados com 125 pesquisas de mais de 40 países. O levantamento foi feito a partir da análise de ostras e mexilhões de três áreas: na região da travessia de balsas Santos-Guarujá, na Praia do Góes […]

today11 de julho de 2023 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%