Gospel Prime

Justiça atende trans e barra homenagem a Michelle Bolsonaro

today23 de março de 2024 1

Fundo
share close

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro não poderá receber o título de cidadã paulistana no Theatro Municipal da capital paulista. O desembargador Martin Vargas, da 10ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo, atendeu a um pedido de Erika Hilton, parlamentar trans do PSOL que se identifica como mulher.

Na primeira instância, o pedido havia sido negado, mas agora foi atendido em um recurso liminar. Conforme o magistrado, a realização do evento no espaço cultural tem “indícios contundentes de violação ao interesse público”.

O juiz entendeu que a cerimônia geraria custos de mais de R$ 100 mil. De acordo com Vargas, eventos semelhantes ocorrem sem custos na Câmara Municipal.

Vargas acolheu os argumentos apresentados por Hilton, que assina o processo com Amanda Paschoal, ativista de esquerda.

“Observa-se que as tratativas para a escolha do local no qual o evento será realizado ocorreram no âmbito interno da administração, mediante envio de ofícios, cuja motivação expressa, qual seja, a ‘agenda lotada’ da Câmara para o dia, vai de encontro aos documentos amealhados aos autos, dos quais se infere que o plenário da Câmara de Vereadores, onde normalmente ocorrem as solenidades do Poder Legislativo Municipal, como a do caso ora analisado, não possui qualquer evento agendado na mesma data”, argumentou Vargas.



O desembargador impôs ainda uma multa de R$ 50 mil caso a liminar seja descumprida e determinou que a entrega do título a Michelle deve acontecer no Parlamento municipal.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Michael Caceres

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ato-do-pt-“pro-democracia”-reune-26-pessoas-em-portugal

Gospel Prime

Ato do PT “pró-democracia” reúne 26 pessoas em Portugal

O ato “pró-democracia” convocado pelo PT para este sábado (23) em Lisboa, Portugal, registrou apenas 26 manifestantes. O diretório da sigla da capital portuguesa, em parceria com associações de imigrantes brasileiros, participou do protesto. Essa manifestação ocorreu quase um mês depois do ato pela democracia do ex-presidente Jair Bolsonaro, que reuniu cerca de 750 mil pessoas na Avenida Paulista, em São Paulo. De acordo com o PT, os manifestantes protestaram […]

today23 de março de 2024 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%