G1 Mundo

Lula diz a Obrador que invasão de embaixada em Quito foi ‘grave ruptura do direito internacional’

today9 de abril de 2024 4

Fundo
share close

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) conversou por telefone com o presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, nesta terça-feira (9). Segundo o governo brasileiro, Lula disse a Obrador que invasão da embaixada mexicana em Quito foi uma “grave ruptura do direito internacional”.

Vídeos mostram ex-vice presidente do Equador sendo levado para fora de Embaixada do México



Vídeos mostram ex-vice presidente do Equador sendo levado para fora de Embaixada do México

“O brasileiro salientou que o episódio representou uma grave ruptura do direito internacional. Lula reforçou que o Brasil acompanhará o tratamento do tema na Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC)”, disse o governo em nota.

Ainda segundo o Palácio do Planalto, Obrador agradeceu a solidariedade do Brasil e ressaltou que, além das discussões na CELAC, o México levará o tema da invasão da embaixada à Corte Internacional de Justiça.

“Na perspectiva de estreitar ainda mais laços econômicos e empresariais entre as nações, o presidente brasileiro expressou o desejo de viajar ao México ainda este ano, antes do fim do mandato de López Obrador. O líder mexicano afirmou que terá grande prazer em receber a visita de Lula”, diz o comunicado do governo brasileiro.

Nesta terça-feira, o representante permanente do Brasil na Organização dos Estados Americanos (OEA), o diplomata Benoni Belli, afirmou que a ação da polícia equatoriana constitui violação à Convenção Americana sobre Asilo Diplomático e à Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas.

OEA se reúne para analisar regras diplomáticas após invasão de embaixada do México

OEA se reúne para analisar regras diplomáticas após invasão de embaixada do México

As convenções estabelecem que os locais de missão diplomática são invioláveis, podendo ser acessados por agentes do Estado receptor somente com o consentimento do chefe da missão.

“Essa norma relativa à inviolabilidade dos locais de missão diplomática não admite exceção, quaisquer que sejam as justificativas, como recorda a Declaração do Comissão Jurídica Interamericana de 9 de agosto de 2022. Nem nos priores e mais sombrios tempos das ditaduras militares em nosso continente esse direito foi violado”, disse.

Ainda de acordo com o diplomata, a medida do governo equatoriano constitui grave precedente, atinge em cheio um princípio fundamental das relações internacionais, e merece enérgico repúdio pelos efeitos nocivos que tende a gerar.

“Há algumas linhas vermelhas que não podem ser cruzadas nas relações entre os Estados no sistema internacional. O desrespeito à inviolabilidade dos locais e do pessoal diplomático é claramente uma delas. Essa linha infelizmente foi cruzada em Quito no dia 5 de abril. Por essa razão, merece condenação clara e sem ambiguidades por parte da OEA e da comunidade internacional”, afirmou.

O diplomata brasileiro também fez votos de que o Equador e o México possam retomar assim que possível o diálogo diplomático para o encaminhamento dos temas de interesse comum.

Na noite de sexta (5), a polícia equatoriana invadiu a embaixada mexicana em Quito para prender o ex-vice-presidente equatoriano Jorge Glas.

Militares são vistos ao lado de fora da Embaixada do México em Quito, em 6 de abril de 2024 — Foto: REUTERS/Karen Toro




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

padre-polones-que-organizou-orgia-na-qual-um-homem-desmaiou-e-condenado-a-18-meses-de-prisao

G1 Mundo

Padre polonês que organizou orgia na qual um homem desmaiou é condenado a 18 meses de prisão

Em agosto do ano passado, um homem passou mal na casa do padre por ter tomado muitas pílulas para disfunção erétil. Uma ambulância foi chamada, mas os paramédicos só puderam entrar depois que a polícia chegou. Imagem da Igreja de Virgem Maria dos Anjos em Dabrowa Górnicza, na Polônia — Foto: Reprodução/Google Maps Um padre polonês foi condenado a 18 meses de prisão por crimes sexuais e por fornecer drogas […]

today9 de abril de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%