G1 Mundo

Lula na Itália: visita deve incluir encontro de última hora com primeira-ministra de direita

today20 de junho de 2023 9

Fundo
share close

Inicialmente, Lula e Meloni não se reuniriam por “incompatibilidade de agendas”, segundo assessores do presidente brasileiro.

Meloni está na França nesta terça-feira para apoiar a candidatura de Roma como sede da Expo Mundial de 2030 e deve se encontrar com o presidente francês, Emmanuel Macron, no Palácio do Eliseu, sede da presidência francesa.

Mas, no último momento, um encontro foi organizado pelas equipes de ambos, segundo assessores do presidente brasileiro.



Grande vencedora das eleições italianas no ano passado, Meloni, de apenas 46 anos, conseguiu levar seu partido Irmãos da Itália das margens para o centro político em apenas uma década.

Seu partido, o mais votado na Itália, tem suas raízes fincadas no fascismo e recuperou o lema que popularizou o “Duce”, como o ditador fascista Benito Mussolini (1883-1945) era conhecido: “Deus, pátria e família”.

A BBC News Brasil contatou assessores da primeira-ministra italiana bem como de seu partido, mas não obteve resposta até a conclusão desta reportagem.

Lula desembarcou no início da tarde no aeroporto Ciampino Militare, em Roma, Ele foi direto ao hote, não prestando declaração à imprensa.

Mais tarde, ele se encontrará com o sociólogo de esquerda Domenico de Masi.

Autor do best-seller O Ócio Criativo (Sextante) e fluente em português, De Masi é professor emérito de sociologia do trabalho na Universidade La Sapienza, em Roma, e uma das maiores referências internacionais em sociologia do trabalho.

Próximo a Lula, ele o visitou na prisão em Curitiba.

Na quarta-feira, Lula se encontra com o presidente da Itália, Sergio Matarella, no Palácio do Quirinal, residência oficial do presidente italiano.

Diferentemente do Brasil, a Itália é uma república parlamentar — nesse sistema político, o presidente tem funções cerimoniais, enquanto o primeiro-ministro, no caso, Meloni, é quem dá as cartas dos rumos do país.

Em seguida, Lula se encontra com o papa Francisco. Ele e a primeira-dama, Rosângela da Silva, a Janja, vão ter uma audiência privada com o pontífice. O encontro tratará de “paz, desigualdade e combate à fome”, segundo o governo brasileiro.

O presidente também já disse que vai repetir o convite a Francisco para vir ao Brasil, acompanhar o Círio de Nazaré, uma das maiores manifestações católicas do mundo, realizada em outubro, em Belém (PA).

O pontífice já fez diversas declarações de apoio ao petista, especialmente quando o presidente estava preso. Disse, por exemplo, que o julgamento que o levou à prisão começou com notícias falsas. Falou ainda que Lula foi condenado injustamente e a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), que comanda atualmente o Novo Banco de Desenvolvimento (“Banco dos Brics”), tem “mãos limpas”.

Após o encontro com o papa, Lula se reúne com o arcebispo Edgar Peña Parra, da Secretaria de Estado do Vaticano, o equivalente ao Ministério das Relações Exteriores no Brasil.

No fim do dia, o presidente se encontra com o prefeito de Roma, Roberto Gualtieri. Gualtieri é próximo a Lula e também o visitou na prisão em Curitiba, quando ainda era eurodeputado.

Lula e Gualtieri devem fazer uma declaração à imprensa e, em seguida, participam de um jantar privado.

Na quinta-feira pela manhã, Lula deve falar com jornalistas brasileiros e depois viaja à França.

Em Paris, Lula participa de uma cúpula sobre financiamento global, na qual deve discursar no encerramento, e se encontra com o presidente francês, Emmanuel Macron.

Segundo o Itamaraty, estão previstas discussões sobre meio ambiente e mudanças climáticas, a cúpula da Amazônia em Belém, para a qual Macron foi convidado; a reunião de líderes da União Europeia-Celac (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos) e também o acordo comercial da UE com o Mercosul.

Também na capital francesa, Lula deve discursar no Power Our Planet a convite do vocalista do Coldplay, Chris Martin. O evento busca aumentar a conscientização sobre a necessidade proteção ao meio ambiente e levantar recursos para combater a crise climática e problemas sociais.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

joystick,-10-toneladas-e-fibra-de-carbono-e-titanio:-como-e-o-submarino-que-sumiu-em-passeio-para-ver-destrocos-do-titanic

G1 Mundo

Joystick, 10 toneladas e fibra de carbono e titânio: como é o submarino que sumiu em passeio para ver destroços do Titanic

A expedição era ambiciosa: levar turistas para visitar os destroços do Titanic a 3,8 mil metros de profundidade no Oceano Atlântico. O meio de transporte escolhido, entretanto, ganhou destaque no mundo quando desapareceu com turistas a bordo e fez a viagem virar uma corrida contra o tempo para encontrá-los. Chamado Titan, o submarino tem 6,5 metros de comprimento por 3 metros de largura e pode levar até cinco pessoas. Como […]

today20 de junho de 2023 41

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%