G1 Mundo

Lula receberá chefe da Comissão Europeia na próxima segunda para discutir meio ambiente e acordo Mercosul-UE

today9 de junho de 2023 17

Fundo
share close

Além do encontro com Lula, a presidente da Comissão Europeia deve se reunir com o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira.

Segundo o Itamaraty, durante a visita ao Brasil, Ursula von der Leyen deverá abordar temas como:

A viagem de von der Leyen ao país acontece três meses após a vice-presidente-executiva da Comissão Europeia, Margrethe Vestager, ter se reunido em Brasília com o vice-presidente da República, Geraldo Alckmin.



Vinte anos depois do início das conversas, em 2019, os blocos finalizaram as negociações comerciais e, um ano depois, os chamados aspectos políticos e de cooperação. Desde então, o acordo está em fase de revisão.

O g1 apurou que um dos principais entraves na conclusão do acordo é a questão ambiental. A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, já declarou que atuará para tentar destravar o acordo e concluir as negociações.

O governo brasileiro entende, por exemplo, que a inclusão de eventuais sanções em caso de descumprimento de metas ambientais deve ser revisto, incluindo, por exemplo a chamada reciprocidade – o que vale de sanção para o Mercosul vale também para a União Europeia.

No dia 30 de maio, delegações do Brasil e da União Europeia se reuniram em Brasília para a chamada reunião de “alto nível”.

Em nota, o Ministério das Relações Exteriores informou que foram discutidos diversos temas, entre os quais:

  • defesa e segurança
  • meio ambiente e mudança do clima
  • acordo Mercosul-União Europeia
  • Cúpula Celac-União Europeia
  • presidência brasileira do G20
  • guerra na Ucrânia
  • situação política no Haiti e na Venezuela

A viagem de Ursula von der Leyen ao Brasil também acontece em um momento em que o presidente Lula tenta intensificar a agenda de encontros com líderes e autoridades internacionais.

Desde que tomou posse em 1º de janeiro, Lula tem afirmado que quer colocar o Brasil em uma posição de protagonismo no cenário internacional.

O presidente já visitou os Estados Unidos, China, Japão, Argentina e Portugal – e tem recebido presidentes e primeiros-ministros em Brasília.

A expectativa é que, nas próximas semanas, o presidente viaje ao Vaticano, onde deve se encontrar com o Papa Francisco, e para a França, onde deve participar de uma cúpula organizada pelo presidente Emmanuel Macron que vai discutir medidas de financiamento para ações climáticas.

Lula tem cobrado dos países ricos o cumprimento do Acordo de Paris, assinado em 2015 e que, entre outros pontos, prevê a mobilização de US$ 100 bilhões anuais para a proteção do meio ambiente.

O presidente brasileiro tem reiterado nos fóruns internacionais que os países mais ricos não têm cumprido este ponto do acordo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

trump-responde-a-37-acusacoes-criminais-no-caso-dos-documentos-sigilosos

G1 Mundo

Trump responde a 37 acusações criminais no caso dos documentos sigilosos

As acusações foram tornadas públicas nesta sexta-feira (9) pelo Departamento de Justiça dos EUA, que confirmou que Trump se tornou réu por supostamente ter retirado documentos confidenciais da Casa Branca quando deixou a presidência, em 2021. O processo inclui fotos que mostram caixas de documentos em um banheiro, no palco de um auditório e em uma despensa. Os documentos estariam sob posse de Trump em Mar-a-Lago, seu resort na Flórida, […]

today9 de junho de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%