G1 Mundo

Lutador Conor McGregor é investigado por suposto abuso sexual em jogo da NBA

today16 de junho de 2023 10

Fundo
share close

Mulher acusa McGregor de beijá-la agressivamente e forçá-la a fazer sexo oral. Ela o denunciou por suposto abuso à polícia da Flórida em 11 de junho.


Conor McGregor no VMA 2021 — Foto: Evan Agostini/Invision/AP



O astro do UFC Conor McGregor é investigado por supostamente agredir sexualmente uma mulher em um banheiro após o jogo das quartas das finais da NBA em Miami, afirmou o site norte-americano TMZ na quinta-feira (15).

Por meio de seu advogado, a mulher enviou cartas ao lutador, à NBA e ao time norte-americano Miami Heat buscando um acordo em vez de uma ação legal, apontou um relatório que o TMZ teve acesso.

“Estamos cientes das alegações e estamos conduzindo uma investigação completa”, disse o Miami Heat em um comunicado. ” Vamos aguardar o resultado da investigação, enquanto isso, não emitiremos comentários.”

O advogado da mulher, Ariel Mitchell, disse que McGregor a beijou agressivamente e a forçou a fazer sexo oral. Ela o denunciou por suposto abuso à polícia na Flórida em 11 de junho.

Representantes de McGregor disseram ao TMZ que as alegações são falsas. Funcionários do UFC disseram ao TMZ que estavam cientes das acusações.

“O UFC permitirá que o processo legal ocorra antes de fazer qualquer declaração”, disseram.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

medico-condenado-por-crime-durante-a-ditadura-de-pinochet,-no-chile,-morreu-preso-na-argentina

G1 Mundo

Médico condenado por crime durante a ditadura de Pinochet, no Chile, morreu preso na Argentina

Em 1979, o médico analisou um militante de esquerda que havia sido torturado e disse que o paciente estava bem. O homem morreu, no entanto. Em 2022, a Justiça do Chile condenou o médico a 8 anos de prisão. Ele tentou fugir para a Alemanha, mas foi detido e morreu na prisão na Argentina. Manfredo Enrique Jurgensen em imagem divulgada pela polícia da Argentina — Foto: AFP O médico Manfredo […]

today16 de junho de 2023 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%