G1 Mundo

Maior amostra de asteroide já coletada cai de paraquedas nos EUA

today24 de setembro de 2023 9

Fundo
share close

Agora, a rocha celestial, que pode conter pistas valiosas sobre a origem da Terra (leia mais abaixo), ficará nas mãos dos cientistas, que analisarão o material.

👉Esta é a terceira e, de longe, a maior amostra de asteroide a ser trazida à Terra para análise, depois de duas missões semelhantes da agência espacial japonesa que terminaram em 2010 e 2020.

🪂A cápsula em forma de bala de goma, liberada da espaçonave robótica OSIRIS-REx, aterrissou em uma área prevista a oeste da cidade de Salt Lake City, em Utan. No local, ficam um vasto campo de testes e treinamento do Exército norte-americano.



A descida e o pouso finais, transmitidos ao vivo pela Nasa, encerraram uma missão conjunta de seis anos entre a agência espacial americana e a Universidade do Arizona.

A OSIRIS-REx coletou a amostra há três anos de Bennu, um pequeno asteroide rico em carbono descoberto em 1999. A rocha espacial é classificada como um “objeto próximo à Terra” porque passa relativamente perto do nosso planeta a cada seis anos, embora as chances de um impacto sejam consideradas remotas.

🪨 Aparentemente formado por uma coleção de rochas soltas, como uma pilha de entulho, Bennu mede apenas 500 metros de diâmetro, o que o torna um pouco mais largo do que o Empire State Building – um dos mais icônicos prédios de Nova York -, mas minúsculo em comparação com o asteroide Chicxulub, que se chocou com a Terra há cerca de 66 milhões de anos, eliminando os dinossauros.

Imagem feita pela Nasa mostra o asteroide Bennu, que teve uma amostra coletada em 2020 e que chegou à Terra em 24 de setembro de 2023. — Foto: Nasa/ Goddard/Universidade do Arizona via Reuters

Assim como outros asteroides, Bennu é uma relíquia do início do sistema solar. Como sua química e mineralogia atuais estão praticamente inalteradas desde que se formou há cerca de 4,5 bilhões de anos, ele contém pistas valiosas sobre as origens e o desenvolvimento de planetas rochosos como a Terra.

Ele pode até conter moléculas orgânicas semelhantes às necessárias para o surgimento de micróbios.

🌍Há três anos, a missão japonesa Hayabusa2 recuperou amostras de Ryugu, outro asteroide próximo à Terra, contendo dois compostos orgânicos, reforçando a hipótese de que objetos celestes como cometas, asteroides e meteoritos que bombardearam a Terra primitiva semearam o jovem planeta com os ingredientes primordiais para a vida.

🚀A OSIRIS-REx foi lançada em setembro de 2016 e chegou a Bennu em 2018, depois passou quase dois anos orbitando o asteroide antes de se aventurar perto o suficiente para coletar amostras de material solto da superfície com seu braço robótico em 20 de outubro de 2020.

A espaçonave partiu de Bennu em maio de 2021 para uma viagem de 1,9 bilhão de km de volta à Terra, incluindo duas órbitas ao redor do Sol.

☄️A cápsula entrou na atmosfera superior a 35 vezes a velocidade do som, cerca de 13 minutos antes do pouso, e brilhou em brasa enquanto se aproximava da Terra. Esperava-se que as temperaturas no interior da espaçonave atingissem 5.000 graus Fahrenheit (2.800 °C).

Os paraquedas foram acionados perto do final da descida, reduzindo a velocidade da cápsula para cerca de 20 km/h antes de aterrissar suavemente no chão do deserto do noroeste de Utah.

A amostra de Bennu foi estimada em 250 gramas, superando em muito os 5 gramas transportados do Ryugu em 2020 ou o minúsculo espécime entregue do asteroide Itokawa em 2010. Mas a quantidade de material entregue no domingo só será quantificada com mais precisão daqui a uma semana.

Uma equipe de recuperação de cientistas e técnicos estava de prontidão para recuperar a cápsula e confirmar se a integridade da espaçonave e do contêiner interno que contém o material do asteroide foi mantida durante a reentrada e o pouso.

Seu objetivo era manter a amostra intacta e livre de qualquer contaminação terrestre.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

osiris-rex:-capsula-com-amostras-de-asteroide-que-pode-atingir-a-terra-faz-pouso-bem-sucedido-no-deserto-dos-eua

G1 Mundo

Osiris-Rex: cápsula com amostras de asteroide que pode atingir a Terra faz pouso bem-sucedido no deserto dos EUA

Ela foi lançada pela espaçonave Osiris-Rex quando a sonda passou por nosso planeta neste domingo (24/9), a etapa final de uma missão que durou sete anos. As amostras voltaram para a Terra dentro de uma cápsula, para protegê-las durante sua descida à Terra. Segundo a Nasa, não há sinais de danos à estrutura; ela está em perfeito estado. Os cientistas esperam que o material revele novas informações sobre a formação […]

today24 de setembro de 2023 17

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%