Prefeitura de Guarujá

Mais 723 famílias terão suas moradias regularizadas no Município

today14 de julho de 2022 23

Fundo
share close

Com mais esses títulos, Guarujá chegará à marca de 3.835 lotes regularizados; só no Mangue Seco (região do Santo Antônio), 683 famílias serão contempladas com o documento de escritura definitiva

A Prefeitura de Guarujá encaminhou ao Cartório de Registro de Imóveis a documentação de mais 723 títulos de propriedade de três regiões do Município. Serão contemplados com o documento de escritura definitiva 663 famílias do núcleo Mangue Seco (região do Santo Antônio), 50 do bairro Santa Cruz dos Navegantes e mais 10 do Morrinhos 3. Somados a esses, Guarujá chegará à marca de 3.835 lotes regularizados.

Com referencia à Santa Cruz dos Navegantes, a Prefeitura está dando continuidade à primeira fase de regularização fundiária, aprovada e registrada no Cartório de Registro de Imóveis, transmitindo a titularidade a mais 50 moradores, totalizando 251 títulos entregues até o momento no local. O mesmo processo ocorre em Morrinhos 3, com a entrega de  mais 10 títulos de propriedade, totalizando até o momento 2.247escrituras definitivas  entregues.

Todo o processo de regularização fundiária no Município é pautado na Lei Federal nº 13.465, de julho de 2017, que institui normas e procedimentos aplicáveis sobre a Regularização Fundiária Urbana (Reurb), a qual abrange mediadas jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais destinadas à incorporação dos núcleos urbanos informais ao ordenamento territorial urbano e à titulação dos seus ocupantes. Guarujá também foi a primeira cidade do Estado de São Paulo a fazer a entrega de títulos fundamentada nessa nova legislação.

Vida Digna



Além dos títulos de propriedade, a Prefeitura também encaminhou ao Cartório de Registro de Imóveis a documentação de anexação de dois lotes na comunidade Cantagalo, proporcionando a construção de 340 unidades habitacionais, no âmbito do Programa Estadual Vida Digna, que visa a erradicação de palafitas na Baixada Santista, de áreas de alta vulnerabilidade social

As 580 unidades destinadas a Guarujá integram o convênio firmado entre a Prefeitura e a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), sendo 240 unidades no Parque da Montanha (Projeto Guarujá ‘N’) e 340 no Cantagalo (Projeto Guarujá ‘O’).

De acordo com a Secretaria Municipal de Habitação (Sehab), a Prefeitura não despenderá de recursos próprios para a construção dessas moradias, ficando a cargo do Governo Estadual todo o investimento.

As futuras unidades continuarão priorizando as famílias do Complexo Prainha/Marezinha, que há décadas moram em área irregular, de expansão portuária, que pertence à União e que não têm as condições de habitabilidade e nem infraestrutura necessária para moradia.

Programa de Aceleração do Crescimento – PAC 1

Além das unidades habitacionais que estão sendo construídas, por meio do Vida Digna, o Município conta com a 2ª fase do empreendimento Parque da Montanha, onde está prevista a construção de mais 649 moradias, viabilizadas pelo convênio firmado com a Santos PortAuthority (SPA), que visa também reassentar famílias do Complexo Prainha/Marezinha, em Vicente de Carvalho, totalizando 1.223 implantadas no Parque da Montanha.

O Município conta, ainda, com mais 240 moradias, que começam a ser construídas em breve no Cantagalo, com investimentos de R$ 27 milhões, destinadas exclusivamente às famílias vítimas dos deslizamentos decorrentes da tempestade que assolou o Município em março de 2020.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Prefeitura de Guarujá.

Por: Tadeu

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

incendio-de-grandes-proporcoes-na-lojas-marisa,-em-sp,-e-controlado-apos-3h;-video

G1 Santos

Incêndio de grandes proporções na Lojas Marisa, em SP, é controlado após 3h; VÍDEO

Um incêndio de grandes proporções atingiu uma unidade das lojas Marisa em São Vicente, no litoral de São Paulo. As chamas começaram por volta das 13h30. Segundo apurado pelo g1, a situação mais crítica foi observada na entrada da unidade pela Rua Frei Gaspar. Lojistas fecharam as portas e a área foi evacuada. Ninguém ficou ferido. De acordo com o coordenador da Defesa Civil de São Vicente, Marco Antônio Fajardo, […]

today14 de julho de 2022 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%