G1 Mundo

Mais de 100 morrem durante distribuição de comida em Gaza; governo do Hamas diz que soldados israelenses abriram fogo

today29 de fevereiro de 2024 10

Fundo
share close

O governo do Hamas acusou soldados israelenses que intermediavam a distribuição de haver disparado contra a população do território palestino. Oficialmente, Israel não confirma que os soldados abriram fogo.

Uma autoridade do governo de Israel disse à agência de notícias Reuters, sob condição de anonimato, que as tropas israelenses dispararam diversas vezes porque os soldados teriam se sentido ameaçados. O “New York Times” publicou um relato semelhante, também sem revelar a identidade da autoridade israelense. A agência de notícias Associated Press afirma, com base em testemunhas, que soldados israelenses atiraram.

Em um comunicado, as forças de Israel afirmam que dezenas de pessoas foram feridas com o empurra-empurra e pisoteamento que ocorreu quando os palestinos tentavam pegar itens de ajuda humanitária dos caminhões.



Os israelenses não falaram nada sobre as acusações dos palestinos.

Em comunicado, as Forças Armadas de Israel negaram a acusação e afirmaram que as mortes ocorreram em decorrência da correria produzida por uma multidão que cercou caminhões de ajuda humanitária.

“Esta manhã, caminhões de ajuda humanitária entraram no norte de Gaza, os residentes cercaram os caminhões e saquearam os mantimentos entregues. Como resultado dos empurrões, correria e atropelamentos dos caminhões, dezenas de habitantes de Gaza foram mortos e feridos”, disse o comunicado.

Segundo o Ministério da Saúde da Faixa de Gaza, 112 pessoas morreram e 760 ficaram feridos com o episódio. O porta-voz do ministério, Ashraf Al Qudra, disse que o massacre ocorreu na rua Al Rashid, uma das principais de Faixa de Gaza e onde a ajuda humanitária a moradores tem sido distribuída.

Em comunicado, a Casa Branca disse que considera o caso “um incidente sério” e afirmou que irá investigá-lo. O presidente Joe Biden afirmou que as mortes dificultam que o Hamas e Israel cheguem a um acordo de cessar-fogo.

A secretaria-geral da ONU condenou o incidente e disse que os civis na Faixa de Gaza precisam de ajuda urgentemente.

Imagens de corpos de pessoas que morreram na Faixa de Gaza em 29 de fevereiro de 2024 — Foto: AP

O levantamento não separa a morte de civis e de integrantes do Hamas e e de outros grupos terroristas.

Palestinos feridos na Faixa de Gaza em 24 de fevereiro de 2024 — Foto: Mahmoud Essa/AP




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

putin-ameaca-usar-armas-nucleares-‘capazes-de-destruir-a-civilizacao’

G1 Mundo

Putin ameaça usar armas nucleares ‘capazes de destruir a civilização’

Em discurso sobre o Estado da Nação feito em Moscou, Putin disse que poderia usar esse tipo de armamento caso a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) envie tropas para lutar contra a Rússia na guerra na Ucrânia. Dirigindo-se a legisladores e membros da elite do país, Putin disse que os líderes ocidentais não compreendiam quão perigosa poderia ser a sua intromissão no que ele considera um guerra de […]

today29 de fevereiro de 2024 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%