G1 Santos

Mais de 200 detentos não retornam aos presídios após a 1ª saída temporária do ano na Baixada Santista, SP

today20 de março de 2024 8

Fundo
share close

A concessão do benefício ocorreu na última terça-feira (12) em todo o estado de São Paulo. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), foi autorizada a saída temporária de 1.429 mil reeducandos em São Vicente, 1.989 mil em Mongaguá e 16 em Praia Grande.

O retorno dos detentos estava previsto até às 18h da última segunda-feira (18). Aqueles que não retornaram na data e horário programados tem o benefício suspenso e são considerados foragidos.

  • Mongaguá: 1.989 presos tiveram direto à saída e 130 não retornaram.
  • São Vicente: 1.429 detentos deixaram os presídios e 72 não voltaram.
  • Praia Grande: 16 presos beneficiados, sendo que todos retornaram.



A Secretaria de Segurança Pública (SSP) ainda informou que outros 26 presos beneficiados pela saída temporária foram capturados por violar as regras do benefício na área do Comando de Policiamento Interior Seis (CPI-6), que abrange a Baixada Santista e Vale do Ribeira.

Os infratores flagrados descumprindo as regras impostas pelo Poder Judiciário foram reconduzidos ao sistema prisional. A SSP não revelou quantos deles foram flagrados cometendo novos crimes e a origem dos presos, podendo ser de outras regiões do estado.

Turista de SP (à dir.) foi assassinado com um tiro em casa de veraneio invadida por criminosos, em Itanhaém (SP) — Foto: Reprodução e Polícia Civil/Divulgação

A vítima, de 52 anos, confraternizava com a esposa e um casal de amigos, todos de São Paulo, quando Sérgio e um comparsa invadiram o imóvel. Nas imagens, Sérgio aparece com um revólver, enquanto o comparsa segurava uma faca.

De acordo com a SSP, a vítima teria escutado uma gritaria no cômodo e se deslocado ao local com uma faca de churrasco, apesar das ameaças. Nesse momento, o homem sai da cozinha e atira contra o peito da vítima. A dupla de criminosos fugiu logo em seguida.

Segundo a Polícia, Sérgio retornou ao Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Mongaguá com o fim do benefício, na segunda-feira (18). No entanto, o suspeito foi identificado e um mandado de prisão temporária foi cumprido na mesma data no CPP de Mongaguá.

Homem é assassinado com um tiro dentro de casa após invasão de criminosos

Homem é assassinado com um tiro dentro de casa após invasão de criminosos

Ele foi levado até a delegacia, onde confessou o crime em depoimento. Os policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) ainda realizam investigações para a prisão do segundo envolvido no latrocínio.

Área do CPP de Mongaguá, SP — Foto: Divulgação/Prefeitura de Mongaguá

O benefício é concedido durante o cumprimento da pena e usado como forma de ressocialização e manutenção dos vínculos dos presos com o mundo fora do sistema prisional. De acordo com a lei, detentos em regime semiaberto têm direito a quatro saídas, de sete dias cada, por ano.

O calendário das saídas temporárias é definido pelo Poder Judiciário, responsável pelas concessões que são previstas na Lei de Execução Penal conforme Portaria Deecrim 02/2019.

Datas das saídas em 2024:

  • 1ª saída: de 12/03/2024 a 18/03/2024
  • 2ª saída: de 11/06/2024 a 17/06/2024
  • 3ª saída: de 17/09/2024 a 23/09/2024
  • 4ª saída: de 23/12/2024 a 03/01/2025

Quem tem direito à saída?

O benefício é para presos em regime semiaberto; que cumpriram 1/6 da pena, caso o preso seja primário; e 1/4 caso seja reincidente. A concessão da saída é realizada apenas aos presos que apresentem boa conduta carcerária.

Durante as saídas, deverá ser fornecido à Justiça um endereço onde o preso possa ser encontrado enquanto estiver fora do sistema prisional. O local é cadastrado e a pessoa responsável é consultada a respeito da recepção do detento.

A saída é concedida para que os detentos possam estudar ou visitar a família sob certas condições. Durante o período, os presos não poderão frequentar bares, boates, embriagar-se ou praticar qualquer outro ato que seja falta grave, como por exemplo, a prática de delitos.

O detento deve permanecer no endereço designado durante o período noturno, das 20h às 6h. Em caso de flagrante delito ou de ausência na data e horário de retorno programados, o benefício também será suspenso.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

daniel-alves-vai-recorrer-ao-pai-de-neymar-para-pagar-fianca,-mas-nao-deve-sair-da-prisao-nesta-quarta,-diz-jornal

G1 Mundo

Daniel Alves vai recorrer ao pai de Neymar para pagar fiança, mas não deve sair da prisão nesta quarta, diz jornal

Ainda segundo o mesmo jornal, porém, Daniel Alves não deve sair da prisão ainda nesta quarta, já que o prazo para o depósito da fiança na conta da secretaria do tribunal expirava às 14h locais (10h no horário de Brasília). O g1 procurou a assessoria de Neymar e de Neymar pai, que disse que não vai falar sobre o caso: "No momento não temos comentários a fazer sobre o assunto". […]

today20 de março de 2024 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%