G1 Santos

Mais três mortes por dengue são confirmadas na Baixada Santista

today4 de abril de 2024 1

Fundo
share close

De acordo com a Secretaria de Saúde (Sesau) de Guarujá, a primeira morte, de um homem de 59 anos, ocorreu em 2 de fevereiro. Ele não tinha histórico de doenças preexistentes. O segunda vítima, também do sexo masculino, tinha 65 anos, era diagnosticada com doença renal crônica e morreu em 27 de fevereiro.

As duas mortes foram confirmadas por laudos do Instituto Adolfo Lutz (IAL) e por critérios clínicos epidemiológicos, ambos avalizados pelo Comitê Técnico Municipal de Investigação de Óbito da capital.

A Sesau lamentou as mortes e informou que, no momento, não existem outras mortes em investigação por dengue. Neste ano, a cidade já registrou 2.323 casos de dengue e 18 de chikungunya. Em 2023, nenhuma morte foi registrada pela doença.



O terceiro caso ocorreu em Itanhaém, em 13 de março. A vítima, uma mulher de 36 anos, chegou a ser internada no Hospital Regional Jorge Rossmann (HRJR), mas não resistiu a dengue do tipo 1, conforme exames laboratoriais, divulgado na última terça-feira (2).

A Prefeitura de Itanhaém disse, ainda, que intensificou as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti nos locais com maior índice larvário, e que disponibilizou a Ouvidoria da Dengue, um canal para receber denúncias pelo WhatsApp. O telefone é: (13) 3421-1616.

Primeira morte confirmada

A primeira morte confirmada da doença na Baixada Santista foi em Peruíbe. A vítima, um idoso, de 77 anos, que morreu em 25 de fevereiro. De acordo com a prefeitura, o homem relatou ter tido sintomas de dengue quatro dias após retornar de uma viagem da Bahia — região endêmica.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a Baixada Santista já registrou mais de 6.088 mil casos de dengue, além de 2.694 casos sob investigação. Outras sete mortes suspeitas de dengue aguardam confirmação dos exames laboratoriais.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

baixada-santista-tem-alta-nos-casos-de-lesao-corporal-dolosa

G1 Santos

Baixada Santista tem alta nos casos de lesão corporal dolosa

Em janeiro e fevereiro de 2023 as cidades de São Vicente, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém, Guarujá e Cubatão somadas registraram 701 ocorrências contra 792 neste ano, o que representa uma alta de 12,9% neste tipo de crime. (veja a tabela abaixo). De acordo com Cláudio Tucci Junior, ex-chefe de gabinete da Secretaria de Justiça do Estado de São Paulo, os casos de lesão corporal dolosa têm uma correlação natural com […]

today4 de abril de 2024 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%