G1 Mundo

María Remedios del Valle: conheça a história da heroína negra argentina que está na nova nota de 10 mil pesos (R$ 58)

today14 de maio de 2024 12

Fundo
share close

  • Manuel Belgrano e
  • María Remedios del Valle.

Por enquanto, essa é a maior nota em circulação no país, mas há planos para lançar uma de 20 mil pesos (R$ 116).

Belgrano é uma figura consagrada na história argentina. A imagem dele já apareceu em notas antes (por exemplo, na de 5 pesos, já extinta).



A figura de María del Valle, no entanto, aparece pela primeira vez. Ela nasceu em Buenos Aires e foi uma das poucas mulheres que se envolveram na campanha pela independência.

A primeira participação dela foi para acompanhar o marido e os filhos, mas não só para lutar: ela alimentava soldados, curava os doentes e também participou de batalhas.

Em um dos confrontos com as forças leais ao rei, o marido e os dois filhos morreram. Ela seguiu combatendo em outras batalhas, como a de Tucumán e Salta.

Belgrano, então, a nomeou capitã do exército.

María Del Valle seguiu combatendo em batalhas pela indendência e, em uma delas, foi baleada, capturada e açoitada em público.

Presa, ela quase foi fuzilada diversas vezes, mas sobreviveu e, após a guerra, foi colocada em liberdade.

Ela voltou a Buenos Aires, mas não demorou para ser reconhecida como capitã.

A militar morreu em 8 de novembro de 1847. Hoje, esse é o Dia Nacional dos Afroargentinos no país.

Em entrevista à rede BBC, o historiador Pigna afirmou que Maria Remedios del Valle, “era uma mulher de ascendência africana que participou dos exércitos de Manuel Belgrano, um dos libertadores, em todas as suas batalhas”.

Por causa de suas contribuições, ela foi proclamada mãe da pátria argentina, “a única mulher em nossa história”.

Imagem da nova nota de 10 mil pesos da Argentina, com figuras de Manuel Belgrano e María Remedios del Valle — Foto: Reprodução/Banco Central da Argentina

Até a emissão da nota de 10 mil, a nota de maior valor disponível na Argentina era a de 2 mil pesos, que entrou em circulação em maio de 2023.

O lançamento da nova cédula ocorre em meio à inflação de 287,9% no país — patamar ainda bastante elevado apesar da desaceleração nos últimos três meses.

O índice de preços na casa de três dígitos também motivou o banco central da Argentina a lançar uma nota de 20 mil pesos, prevista para circular a partir do quarto trimestre deste ano.

Em dezembro do ano passado, ao assumir a Presidência da Argentina, Javier Milei implementou medidas duras para combater a inflação, como cortes nas despesas do Estado e nos subsídios a serviços públicos.

O pacote também incluiu a desvalorização do peso frente ao dólar, o que fez com que os preços no país subissem mais rapidamente em um primeiro momento.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

inundacoes-deixam-50-mortos-e-27-desaparecidos-na-indonesia

G1 Mundo

Inundações deixam 50 mortos e 27 desaparecidos na Indonésia

Tragédia deixou 27 pessoas feridas, e 3.396 tiveram que deixar suas casas. Ppovo tenta sair da região inundada em Rambatam, no oeste da Sumatra nesta terça (14) — Foto: Ade Yuandha/AFP A tragédia do fim de semana também deixou 37 pessoas feridas, e 3.396 tiveram que deixar suas casas. A agência pediu a mobilização de maquinário pesado para ajudar nos trabalhos de resgate, e ressaltou que o balanço pode aumentar. […]

today14 de maio de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%