Gospel Prime

Matéria de O Globo incita perseguição contra os evangélicos

today26 de março de 2024 2

Fundo
share close

Confrontada no campo político-ideológico e com uma forte rejeição dos evangélicos, a Rede Globo usou um dos seus principais veículos para tentar incitar um movimento de perseguição contra os evangélicos, já que o segmento tem conquistado forte influência no Brasil.

Em O Globo, o colunista Lauro Jardim associa a Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, liderada pelo pastor Silas Malafaia, à atuação de milícias no Rio de Janeiro, incitando uma “CPI das Igrejas Evangélicas”.

Apesar de Malafaia ter negado veementemente as acusações, a reportagem foi utilizada por internautas para promover um movimento em prol da CPI das Igrejas Evangélicas, similar ao ocorrido no ano anterior, quando influenciadores com ligações à esquerda política fizeram solicitações semelhantes, buscando desviar o foco de denúncias envolvendo o “padre de Lula”, Júlio Lancelotti.

Algumas postagens nas redes sociais indicam que o pedido engloba as principais denominações pentecostais e neopentecostais do país, sugerindo uma suposta conexão generalizada com irregularidades. Essa reação, em grande parte condenatória, evidencia a capacidade de veículos como O Globo em moldar narrativas, sejam elas difamatórias ou não.

“Hoje é Silas Malafaia, amanhã pode ser qualquer um de nós. É por isso que precisamos de uma CPI das Igrejas Evangélicas!”, escreveu um influenciador no X, antigo Twitter.



Outro internauta destacou: “Depois das revelações envolvendo a igreja de Malafaia, é urgente e necessário instaurar a CPI DAS IGREJAS EVANGÉLICAS, para investigar a fundo essas práticas!”

Essas manifestações refletem a polarização e a sensibilidade do tema, evidenciando o papel da mídia na formação de opinião pública e na promoção de debates sobre questões religiosas e políticas no Brasil.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

israel-cancela-visita-de-delegacao-aos-eua-apos-resolucao-contra-a-guerra

Gospel Prime

Israel cancela visita de delegação aos EUA após resolução contra a guerra

As tensões entre os Estados Unidos e Israel aumentaram após os EUA optarem por não vetar uma resolução no Conselho de Segurança da ONU que exigia um cessar-fogo imediato na Faixa de Gaza. A decisão de Washington resultou no cancelamento de uma viagem programada de dois dos principais conselheiros do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, aos Estados Unidos. O cancelamento da viagem, que visava discutir a ofensiva em Gaza e alternativas, […]

today26 de março de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%