G1 Mundo

Membros da Suprema Corte da Ucrânia são alvos de investigação por suspeita de corrupção

today16 de maio de 2023 8

Fundo
share close

Imprensa local disse que o presidente da Corte foi preso suspeito de receber suborno de US$ 3 milhões de um empresário.


Pilhas de dólares foram fotografas por órgão anticorrupção da Ucrânia — Foto: Nabu/Divulgação



Autoridades ucranianas estão investigando um suposto esquema de corrupção que envolve a Suprema Corte do país. Segundo a imprensa local, o presidente da Corte foi preso suspeito de ter recebido US$ 3 milhões em suborno de um empresário.

Uma imagem compartilhada pelo Escritório Nacional de Anticorrupção da Ucrânia (Nabu, na sigla em inglês) mostra pilhas de dólares amontoadas em um sofá.

“O Nabu e o Sapo (Procuradoria Especial Anticorrupção) expuseram a corrupção em larga escala na Suprema Corte. O esquema envolvia aceitação de vantagem indevida pela liderança e juízes do tribunal. Ações investigativas urgentes estão em andamento”, publicou o órgão em uma rede social.

Segundo a imprensa local, o dinheiro teria sido enviado por apoiadores do empresário bilionário Kostyantyn Zhevago, que foi preso na França em dezembro de 2022 acusado de peculato. A prisão foi feita a pedido do governo ucraniano.

Ainda de acordo com a imprensa ucraniana, em abril deste ano, a Suprema Corta expediu uma decisão favorável a uma empresa ligada a Zhevago, que produz pelotas de minério de ferro.

Os membros da Corte que participaram do caso estão sendo investigados.

VÍDEOS: mais assistidos do g1

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Você deseja continuar recebendo este tipo de sugestões de matérias?




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

venda-de-joias-ligadas-ao-nazismo-gera-quase-r$-1-bilhao

G1 Mundo

Venda de joias ligadas ao nazismo gera quase R$ 1 bilhão

A venda de joias da falecida milionária austríaca Heidi Horten, viúva de um alemão que fez fortuna por sua relação com o nazismo, já gerou US$ 202 milhões (R$ 992 milhões), anunciou nesta segunda-feira (15) a casa Christie's, que organizou o leilão. O valor arrecadado supera o recorde anterior, batido em 2011 com a coleção de joias da atriz anglo-americana Elizabeth Taylor, que ultrapassou US$ 115 milhões (R$ 565 milhões). […]

today16 de maio de 2023 14

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%