G1 Mundo

Venda de joias ligadas ao nazismo gera quase R$ 1 bilhão

today16 de maio de 2023 12

Fundo
share close

A venda de joias da falecida milionária austríaca Heidi Horten, viúva de um alemão que fez fortuna por sua relação com o nazismo, já gerou US$ 202 milhões (R$ 992 milhões), anunciou nesta segunda-feira (15) a casa Christie’s, que organizou o leilão.

O valor arrecadado supera o recorde anterior, batido em 2011 com a coleção de joias da atriz anglo-americana Elizabeth Taylor, que ultrapassou US$ 115 milhões (R$ 565 milhões).

A coleção de Heidi Horten é composta por mais de 700 joias, e seu valor total foi avaliado em mais de US$ 150 milhões (R$ 736 milhões). O leilão começou na última quarta-feira e os últimos lotes serão vendidos em novembro.



Segundo a Christie’s, dos 98% dos lotes vendidos, metade foi na Europa e no Oriente Médio; 28%, nas Américas; e 22%, na Ásia.

A Christie’s afirmou que o montante arrecadado será doado a uma fundação que apoia causas filantrópicas, conforme a vontade de Heidi. Além disso, a casa de leilões afirmou que fará “uma doação significativa” dos lucros a instituições judaicas e à educação sobre o Holocausto, que considera “de importância vital”.

A origem da fortuna dos Horten

A declaração, no entanto, não impediu as críticas. A polêmica está relacionada à origem da fortuna do marido, Helmut Horten, dono de uma das maiores redes de lojas de departamentos da Alemanha.

Em 1936, três anos depois que Adolf Hitler chegou ao poder, Horten assumiu a empresa têxtil Alsberg, após a fuga de seus donos, que eram judeus. Mais tarde, assumiu o controle de vários negócios que pertenceram a judeus que fugiram do nazismo. Posteriormente, Horten foi acusado de se beneficiar do espólio de propriedades de pessoas de origem judaica.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

rudy-giuliani-e-processado-em-us$10-milhoes-por-ex-assessora-por-suposta-agressao-sexual

G1 Mundo

Rudy Giuliani é processado em US$10 milhões por ex-assessora por suposta agressão sexual

Em uma queixa civil apresentada nesta segunda-feira (15) em um tribunal estadual de Nova York em Manhattan, Noelle Dunphy disse que Giuliani começou a abusar dela quase imediatamente após contratá-la, em janeiro de 2019, como diretora de desenvolvimento de negócios e deixar claro que satisfazer suas demandas sexuais era um "requisito absoluto" do trabalho dela. Dunphy também disse que Giuliani fez "discursos encharcados de álcool que incluíam comentários sexistas, racistas […]

today16 de maio de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%