G1 Santos

Menina de 9 anos foge de abrigo e é encontrada um dia depois no litoral de SP

today29 de junho de 2023 19

Fundo
share close

Uma menina de 9 anos fugiu de um abrigo, após pegar as chaves e abrir a porta do local que fica na Vila Mathias, em Santos, no litoral de São Paulo. Ela foi encontrada 24 horas depois, por uma moradora na área continental de São Vicente, uma cidade vizinha. A Polícia Militar foi chamada, a criança foi identificada e devolvida ao abrigo.

De acordo com o boletim de ocorrência, a menor mora na Seção de Acolhimento de Criança e Adolescente (Seacolhe). Por volta das 17h, na segunda-feira (26), a mãe da menina ligou no abrigo para conversar com a filha. Nesse momento, ela foi informada por um funcionário que a menina tinha pegado as chaves da porta de entrada do local, aberto a porta e fugido.

Ainda de acordo com o relato da mulher, na terça-feira (27), a Seção de Acolhimento avisou a responsável que a menor tinha sido encontrada e que já estava no abrigo novamente. A mãe da menina foi até o Seacolhe e confirmou a informação, porém não falou com a filha.



Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) esclareceu que menina de 9 anos foi localizada após fugir de um abrigo em Santos. Os profissionais da rede de acolhimento acionaram a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal para auxiliar nas buscas.

Ainda de acordo com a SSP, horas depois, receberam uma ligação de uma mulher que teria a encontrado e a levado para sua casa. Diante dos fatos, a mulher acionou o Conselho Tutelar para ir até o endereço e a encontraram sem lesões e em bom estado de saúde. O caso foi registrado no 4º Distrito Policial de Santos.

Ela foi encontrada 24 horas depois, por uma moradora na área continental de São Vicente, cidade vizinha — Foto: Prefeitura de São Vicente

O Conselho Tutelar da Zona Noroeste disse que a menina foi para o abrigo por motivo de ‘negligência’ e alega violação dos direitos de saúde da criança, por parte dos responsáveis. Porém, o órgão não informou mais detalhes, justificando que iria preservar a situação da menor.

O g1 falou com a tia da menina, que não quis se identificar. Ela não explicou o que teria levado a negligência, apontada pelo Conselho, e nem porque a sobrinha foi para o rede de acolhimento.

A Prefeitura de Santos esclareceu que a criança foi localizada e já encontra-se novamente no abrigo. O caso está sendo apurado e as informações são sigilosas, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

cinco-cidades-da-baixada-santista-possuem-lei-que-garante-o-uso-do-nome-social-a-comunidade-lgbt+-em-orgaos-publicos

G1 Santos

Cinco cidades da Baixada Santista possuem lei que garante o uso do nome social à comunidade LGBT+ em órgãos públicos

Cinco municípios da Baixada Santista, no litoral de São Paulo, instituíram o uso do nome social em documentos oficiais e em atendimentos nos órgãos públicos. Santos, Peruíbe e Itanhaém já contavam com o recurso. Agora, Guarujá e São Vicente, com novos decretos, também passam a realizar esse serviço a partir desta semana. Os decretos municipais garantem o direito de uso do nome social, acompanhado do nome civil, nos documentos oficiais […]

today29 de junho de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%