G1 Mundo

Menino britânico achado de madrugada em rodovia da França após 7 anos desaparecido relata ter sofrido abuso sexual, diz polícia

today15 de dezembro de 2023 3

Fundo
share close

Alex Batty, o adolescente britânico de 17 anos que estava desaparecido desde 2017 e foi encontrado na quinta-feira (14) na França, relatou ter sofrido abuso sexual na infância, segundo afirmou nesta sexta-feira a polícia francesa.

Batty, ainda de acordo com a polícia francesa, voltará ao Reino Unido no sábado (16), depois de sete anos desaparecido. Ele foi encontrado no sul da França por um entregador, que estranhou. A mãe dele é a principal suspeita pelo desaparecimento.

Segundo a polícia britânica, ela havia perdido a guarda do filho na ocasião. Nesta quinta, policiais franceses disseram suspeitar que a mulher fugiu para a Finlândia.



Os policiais responsáveis pelo caso ouviram o jovem nesta manhã. Eles não detalharam se adolescente relatou quem foi o autor do abuso que, ainda segundo a polícia, ele afirma ter sofrido na infância.

Ao entregador, o adolescente relatou que queria voltar para casa, no Reino Unido. Quando desapareceu, sua avó paterna era sua tutora legal. Segundo as investigações do caso no Reino Unido, a mãe do menino se negava a levá-lo à escola e queria morar com um filho em comunidades alternativas.

Jovem foi encontrado em rodovia

Imagem de Alex Batty, em 2017, antes de desaparecer em viagem para a Espanha — Foto: Greater Manchester Police/Reprodução via Reuters

O adolescente foi encontrado durante a madrugada pelo entregador Fabien Accidini. Ele contou à rede de TV francesa TF1 que viu o rapaz com um skate, uma lanterna e uma mochila nas costas andando pela rodovia durante a madrugada.

O motorista então teria chamado a atenção do adolescente e oferecido ajuda. Alex pediu ao homem que enviasse uma mensagem para sua avó, no Reino Unido.

“Olá vovó, sou eu, Alex. Estou na França, em Toulouse. Espero muito que você receba esta mensagem. Eu te amo. Quero voltar para casa”, dizia o texto.

Ainda segundo Fabien Accidini, ele percebeu que o garoto não era francês e perguntou como ele havia chegado ali.

Após ouvir brevemente a história, Fabien levou o garoto à polícia local, que confirmou a identidade do adolescente inglês e começou o processo para sua repatriação.

Alex — então com 11 anos — desapareceu durante uma viagem com a mãe, Melanie, e o avô, David, a Málaga, na Espanha, em 2017.

Segundo Susan, a avó de Alex, a mãe dele foi responsável pelo sequestro. Em entrevista para a BBC, ela diz que a mãe não tinha a guarda da criança e que agiu em companhia com o avô.

O paradeiro da mãe e do avô de Alex ainda é desconhecido.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

video:-deputado-explode-granadas-em-reuniao-de-prefeitura-na-ucrania;-ha-mais-de-20-feridos

G1 Mundo

VÍDEO: Deputado explode granadas em reunião de prefeitura na Ucrânia; há mais de 20 feridos

O caso foi registrado pelas câmeras da prefeitura, que gravavam a reunião. O vídeo acima, com imagens fortes, mostra o momento do ataque, que ocorreu na cidade de Transcarpátia, na região de Zakarpattia, no oeste da Ucrânia. O deputado entra na sala enquanto um debate era mantido. Ele se posiciona em frente à porta da sala e começa a falar também, sem que os participantes prestem atenção. O político então […]

today15 de dezembro de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%