G1 Mundo

Ministra Anielle Franco diz que governo brasileiro fará reunião com a LaLiga para tratar sobre caso Vini Jr

today24 de maio de 2023 12

Fundo
share close

A Ministra de Igualdade Racial, Anielle Franco, disse que o embaixador brasileiro na Espanha, Orlando Leite Ribeiro, fará uma reunião com a LaLiga para tratar sobre o caso de racismo sofrido pelo jogador Vinicius Junior. O anúncio do encontro foi feito nesta quarta-feira (24), em entrevista à rádio CBN.

“O embaixador Orlando, que ta lá, conseguiu uma reunião com a LaLiga. Mas, independente da reunião, nós já acionamos – junto com o ministério da Igualdade e o governo espanhol – o Ministério Público de lá, para que eles respondam. Visto que, o histórico da LaLiga não é um histórico que se combate racismo”, falou a Ministra.

O atleta brasileiro jogava pela 35ª rodada do Campeonato Espanhol, contra o Valencia, no último domingo (21), quando torcedores do time adversário chamaram-no de “macaco”. A LaLiga é a entidade privada responsável pelo principal campeonato de futebol da Espanha.



O G1 entrou em contato com o Itamaraty para confirmar o encontro do embaixador com a LaLiga, mas até o momento não teve retorno.

Ministra diz que governo Lula vai acionar MP espanhol para investigar conivência da LaLiga

Ministra diz que governo Lula vai acionar MP espanhol para investigar conivência da LaLiga

O presidente da LaLiga, Javier Tebas, travou o principal embate com Vinicius Jr, após o brasileiro ser vítima do ataque racista durante o jogo.

Tebas recriminou o jogador por ele ter reclamado de uma série de casos similares nos quais a LaLiga não fez nada. Em uma publicação respondendo a Vinicius Jr., o presidente da entidade argumentou que só cabia a ele identificar casos do tipo e denunciar, mas não punir. E pediu “mais respeito” do brasileiro à liga.

“Nem Espanha, nem La Liga são racistas. É muito injusto dizer isto. Como LaLiga, denunciamos e combatemos o racismo com toda rigidez dentro das nossas competências. Nesta temporada foram relatados 9 casos de insultos racistas (8 delas por insultos contra Vini Jr.). Sempre identificamos os infratores e levamos a denúncia aos órgãos legisladores. Não importa que sejam poucos, eles são implacáveis”, publicou Tebas no Twitter.

Mas, após a forte repercussão do caso, a LaLiga voltou atrás e disse que solicitará ao governo ter também competências sancionadoras em casos de violência, racismo, xenofobia e intolerância.

Para isso, a entidade vai propor a modificação de uma lei para que passe a ter autoridade para aplicar medidas como:

  • O fechamento temporário dos portões do estádio onde ocorram ofensas do tipo;
  • A proibição de acesso a sócios ou torcedores que tenham ofendido jogadores ou outros torcedores;
  • A imposição de multas.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

video-mostra-chutes,-socos-e-puxoes-de-cabelo-em-briga-de-parlamentares-no-congresso-da-bolivia

G1 Mundo

Vídeo mostra chutes, socos e puxões de cabelo em briga de parlamentares no Congresso da Bolívia

Com chutes, socos e puxões de cabelo, parlamentares governistas e da oposição na Bolívia se enfrentaram na terça-feira (23) em uma sessão pública do Parlamento, durante a apresentação do relatório de um ministro do presidente Luis Arce. Enquanto defendia a legalidade da detenção, Del Castillo criticou os parlamentares do Creemos, partido de Camacho, e o chamou de "grupos radicais, ladrões, violentos que vieram roubar a carteira do povo boliviano". Durante […]

today24 de maio de 2023 35

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%