Gospel Prime

Ministro ameaça derrubar governo em Israel se houver acordo com o Hamas

today1 de fevereiro de 2024 1

Fundo
share close

O Ministro da Segurança Nacional de Israel e líder do Partido Otzma Yehudit, Itamar Ben-Gvir, ameaçou na terça-feira (30) derrubar o governo se este alcançar um acordo “imprudente” de reféns com o Hamas. A ameaça surgiu em meio a progressos aparentes para liberar os 136 reféns restantes em Gaza, que o grupo terrorista sequestrou durante seu ataque em 7 de outubro às comunidades próximas à Faixa de Gaza.

Desse modo, em resposta à declaração de Ben-Gvir, o líder da oposição, Yair Lapid, escreveu na plataforma X que seu partido Yesh Atid e seus 24 membros da Knesset dariam apoio total ao governo para um acordo de libertação dos reféns.

“Nos últimos 116 dias, encontrei dezenas de famílias de sequestrados. Eu prometi a eles e repito minha promessa: daremos ao governo uma rede de segurança para qualquer acordo que devolva os sequestrados a seus lares e famílias. Este é o nosso compromisso com os sequestrados e suas famílias, esta é a nossa promessa”, escreveu Lapid.

Além disso, o chefe do escritório político do Hamas em Doha, Ismail Haniyeh, afirmou na terça-feira que o grupo terrorista estudaria uma proposta recebida nas negociações em Paris no domingo. Ele também anunciou uma visita ao Cairo para discutir a iniciativa. Haniyeh enfatizou que a prioridade do Hamas é o fim da ofensiva militar de Israel em Gaza e a retirada de todas as tropas do enclave costeiro.

Sendo assim, essa demanda contrasta com o objetivo declarado de Israel de destruir o grupo terrorista. O escritório do Primeiro-Ministro de Israel descreveu a reunião em Paris como “construtiva”, mas reconheceu “lacunas significativas” que serão discutidas em futuros encontros.



Segundo God TV, o chefe do Mossad, David Barnea, o diretor da Agência de Segurança de Israel (Shin Bet), Ronen Bar, e o Major-General Nitzan Alon, principal negociador de reféns das Forças de Defesa de Israel, se encontraram com mediadores do Catar e do Egito nas negociações em Paris.

Por fim, relatos não confirmados descrevem o acordo emergente como um cessar-fogo de dois meses, com a libertação escalonada de mais de 100 reféns. Israel aumentaria a ajuda humanitária à Faixa de Gaza e comutaria as sentenças de prisão de um número não especificado de terroristas palestinos.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

pais-cristaos-pedem-mudanca-na-politica-escolar-da-igreja-da-inglaterra

Gospel Prime

Pais cristãos pedem mudança na política escolar da Igreja da Inglaterra

Nigel e Sally Rowe, pais cristãos, escreveram para o Arcebispo de Canterbury pedindo uma mudança na política educacional da Igreja da Inglaterra. Em 2017, Nigel e Sally retiraram seus filhos de uma escola da Igreja da Inglaterra na Ilha de Wight devido à política afirmativa em relação aos alunos transgêneros. Eles alegam que a escola sugeriu que seriam “transfóbicos” se não concordassem com a política. Segundo Christian Today, os Rowe […]

today1 de fevereiro de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%