G1 Mundo

Morre Frank Borman, astronauta que comandou primeira missão ao redor da Lua

today10 de novembro de 2023 5

Fundo
share close

Frank Borman, o astronauta da Nasa que dirigiu a missão Apollo 8 em 1968, o primeiro voo espacial tripulado em volta da Lua, morreu aos 95 anos, informou a agência espacial dos Estados Unidos nesta quinta-feira (9).

Borman morreu no dia 7 de novembro em Billings, Montana (noroeste), segundo a informação divulgada em um comunicado da Nasa.

“Hoje lembramos um dos melhores da Nasa”, disse o administrador da agência, Bill Nelson, citado na nota. “Seu amor de toda a vida pela aviação e a exploração apenas foi superado pelo amor a sua esposa Susan”, completou.



Nascido em 14 de março de 1928 em Gary (Indiana), Borman começou sua carreira na Força Aérea americana, onde voou como piloto de caça e de testes, e chegou a ser professor adjunto de termodinâmica na academia militar de West Point.

Astronautas da Apollo 8, a partir da esquerda: James Lovell, piloto do módulo de comando; William Anders, piloto do módulo lunar; e Frank Borman, comandante — Foto: Arquivo / AP Photo

Mas ele será mesmo lembrado como pioneiro da exploração espacial.

Estabeleceu o recorde de 14 dias no espaço durante a missão Gemini 7, de 1965, junto com Jim Lovell. Nesta viagem, ocorreu a primeira aproximação espacial com a nave Gemini 6.

Borman assumiu o comando da Apollo 8 e se tornou um dos três primeiros seres humanos, junto de seus companheiros Lovell e William Anders, a ver e fotografar a face oculta da Lua.

A Apollo 8 também ficou famosa por produzir a fotografia “Earthrise” (Nascer da Terra, em português), uma imagem em que a Terra surge parcialmente na sombra, com a superfície lunar em primeiro plano, feita por Anders em 4 de dezembro de 1968.

Frank Borman, em 1986 — Foto: Doug Jennings / Arquivo / AP Photo

Após sua carreira na Nasa, Borman foi CEO da Eastern Airlines.

“Frank sabia o poder que tinha a exploração para unir a humanidade quando disse: ‘A exploração é realmente a essência do espírito humano'”, acrescentou Nelson.

“Seu serviço à NASA e à nossa nação vai, sem dúvida, alimentar a Geração Artemis para alcançar novas costas cósmicas”, acrescentou, em referência ao programa espacial que espera voltar a explorar a Lua e levar a primeira mulher e o próximo homem ao satélite natural em 2025.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

em-operacao-de-israel-mais-letal-desde-2005,-18-palestinos-sao-mortos-na-cisjordania

G1 Mundo

Em operação de Israel mais letal desde 2005, 18 palestinos são mortos na Cisjordânia

A operação de Israel realizada em Jenin nesta quinta-feira (9) é a mais letal na Cisjordânia desde 2005, segundo dados da ONU. Dezoito pessoas foram mortas no território, 14 delas na cidade e no campo de refugiados adjacente, mostram dados do Ministério da Saúde da Palestina. Os militares de Israel afirmaram que executaram ataques antiterroristas em Jenin, mas não deram mais detalhes. Israel está em guerra com o grupo terrorista […]

today10 de novembro de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%