G1 Santos

Motorista de app emociona idosos ao devolver R$ 4 mil esquecidos em carro: ‘nas minhas orações vou colocar você’; VÍDEO

today30 de agosto de 2022 8

Fundo
share close

Dinheiro que havia sido deixado em carro será usado para consertar a Kombi usada na feira livre de Praia Grande, no litoral de São Paulo, onde vendem caldo de cana.



Motorista de aplicativo emociona ao devolver R$ 4 mil esquecidos por idosos

Motorista de aplicativo emociona ao devolver R$ 4 mil esquecidos por idosos

Um motorista de aplicativo devolveu R$ 4 mil para um casal de idosos que havia esquecido o dinheiro dentro do carro durante uma corrida em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Thiago Rodrigues dos Santos, de 34 anos, contou ao g1, nesta terça-feira (30), que os idosos ficaram emocionados pois o dinheiro será usado para pagar o conserto da Kombi que eles usam para vender caldo de cana em uma feira livre da cidade.

Thiago gravou um vídeo com o momento da entrega do dinheiro (veja acima). A idosa chora emocionada com o gesto, enquanto o marido demonstra toda a gratidão e alegria em ter o valor em mãos.

Abraçada ao motorista, a mulher aconselha o jovem a continuar sendo bom e, em seguida, afirma que o colocará nas nas orações dela. O motorista pede que a filha Luísa seja incluída nas preces.

A história aconteceu último sábado (27), após uma corrida entre os bairros Balneário Maxland e Jardim Melvi. Segundo o motorista, a viagem foi solicitada por outra pessoa, pois os idosos não têm o aplicativo no celular.

Casal de idosos ficou emocionado pela atitude do motorista de aplicativo que devolveu o dinheiro esquecido dentro do carro em Praia Grande — Foto: Reprodução

Thiago contou ter percebido que o casal havia esquecido uma bolsa dentro do veículo quando foi buscar outro passageiro e olhou para banco de trás. “Terminei a corrida e voltei ao lugar que o idoso havia desembarcado. Era uma [oficina] mecânica”.

Como o casal não estava lá, Thiago disse ter aberto a bolsa para procurar algum contato, quando encontrou o dinheiro. “Tive mais pressa ainda em devolver, pois imaginei o desespero dele”. Nesse momento, o motorista decidiu seguir ao local de embarque.

Ao chegar no endereço ele percebeu que o portão estava aberto e chamou pelos idosos. “Foi emocionante a reação dele quando me viu. Ele e a esposa estavam aflitos pela situação. Choraram muito e agradeceram a Deus, pois o dinheiro seria para pagar o conserto de uma Kombi que eles usam para vender caldo de cana na feira”, lembrou.

Motorista de aplicativo de Praia Grande, Thiago Rodrigues ao lado da filha Luísa e esposa — Foto: Arquivo pessoal

O sentimento é de alegria por fazer o bem e colocar em prática aquilo que meus pais me ensinaram. A igreja, por intermédio da palavra de Deus, tem me ajudado a lapidar valores inegociáveis”, desabafou.

Thiago relatou que trabalha como motorista de aplicativo há aproximadamente um ano. Segundo ele, é comum as pessoas esquecerem celulares, que também são devolvidos. Porém, contou ter sido a primeira vez que esqueceram esta quantia em dinheiro.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

professora-afirma-ser-agredida-e-discriminada-por-ser-autista;-colega-acusado-rebate:-‘e-dissimulada’

G1 Santos

Professora afirma ser agredida e discriminada por ser autista; colega acusado rebate: ‘é dissimulada’

A professora Alessandra Valtrau Loffhagen da Silva, de 46 anos, relatou ter sido agredida pelo professor Fábio de Paula Silva e a esposa dele dentro da Escola Estadual Professora Judith Sant'ana Diegues, em Ilha Comprida, no litoral de São Paulo. Ela também afirmou sofrer discriminação por ser autista. O docente acusado negou as agressões e afirmou que Alessandra foi responsável pela discussão generalizada. Segundo a professora, a confusão começou assim […]

today30 de agosto de 2022 52

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%