G1 Santos

Motorista oferece carona para mulheres enquanto se masturba dentro de carro no litoral de SP: ‘tarado’; VÍDEO

today12 de abril de 2024 7

Fundo
share close

Uma mulher, de 36 anos, foi vítima de importunação sexual enquanto levava os cachorros para passear em Santos, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1 nesta sexta-feira (12), ela foi abordada por um motorista se masturbando dentro de um carro. O homem estava com o órgão genital à mostra e ofereceu uma carona para ela. Logo após o ocorrido, o suspeito ainda foi flagrado abordando outra vítima na mesma rua (assista acima).

O crime aconteceu na Rua Ministro João Mendes, no bairro Embaré. Ao g1, a mulher contou que saiu de casa para levar os cachorros para passear e viu o carro se aproximar quando estava parada perto de uma árvore onde os animais faziam xixi.

“O carro se aproximou e percebi que ele [motorista] estava fazendo aqueles movimentos suspeitos, bem rápidos e repetitivos. Aí ele perguntou para mim se eu queria carona. Nessa, eu olhei bem para o rosto dele para guardar a fisionomia, e perguntei se ele estava com algum problema”, contou.



Segundo a vítima, ela ainda não tinha notado que o homem estava com o órgão genital exposto e, ao perceber, começou a gritar na tentativa de chamar atenção de outras pessoas. “Não fazia um minuto que tinha passado uma viatura da polícia na rua que cruzava essa (via) onde ele me abordou”.

E acrescentou: “Comecei a gritar na esperança de, de repente, a polícia ouvir. Eu gritava falando: o homem desse carro é um tarado, ele está com pinto para fora, ele é tarado. Então ele virou a esquina, entrou na mesma rua onde a viatura da polícia tinha passado”, relembrou.

Após a fuga do homem, a mulher foi procurar locais com câmeras de monitoramento que tenham flagrado o caso e registrado a placa do veículo. Neste momento, ela viu o motorista passar novamente. “Ele deu a volta, subiu (avançou) um quarteirão e passou de novo pela esquina onde aconteceu isso”, disse a mulher.

Homem foi flagrado tentando abordar a segunda vítima, de 30 anos, no bairro Embaré, em Santos (SP) — Foto: Reprodução

Ela presenciou o criminoso tentar abordar outra vítima, esta de 30 anos (veja no vídeo no início da matéria). Ela trabalha como confeiteira e estava saindo do serviço quando foi chamada pelo motorista. “Parou com o carro ao meu lado na rua e me chamou falando ‘ei moça’, mas eu não dei atenção. Nós, mulheres, passamos sempre por esse tipo de assédio no dia a dia”, afirmou.

A mulher só notou o perigo após encontrar a primeira vítima que estava com os cachorros. “[Foi] ela quem me salvou e fez com que eu prestasse atenção no que estava acontecendo. Me senti vulnerável e, ao mesmo tempo, incapaz por não poder fazer algo na hora. A gente nunca sabe o que se passa na cabeça desses loucos”, relatou.

De acordo com a confeiteira, ela mora na região e redobrou os cuidados com a filha de 13 anos desde o ocorrido.

“Considero um caso muito bizarro. O cara abordar duas mulheres na mesma quadra, em pleno luz do dia, com pessoas na rua”, relembrou a primeira vítima, que passeava com os cachorros.

Ao g1, ela disse que o criminoso agiu com muita frieza, pois, além do horário, o vidro do carro era claro e havia outras pessoas por perto. “Se um homem faz isso em plena luz do dia com todos os fatores que não contribuem para um crime acontecer, o que um homem desse é capaz de fazer em uma rua deserta?”, questionou, revoltada com o caso.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) informou que o caso foi registrado como ato obsceno na Delegacia Eletrônica e encaminhado ao 3° DP de Santos. “A autoridade policial atua para identificá-lo”.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

decapitacao,-enforcamento,-injecao-letal-e-fuzilamento:-os-metodos-de-execucao-de-condenados-a-morte-no-mundo

G1 Mundo

Decapitação, enforcamento, injeção letal e fuzilamento: os métodos de execução de condenados à morte no mundo

Segundo o relatório "Condenações à Morte e execuções", divulgado em maio de 2023 —com base em dados de 2022—, 55 países mantêm a pena de morte no mundo, enquanto 144 a aboliram na lei ou prática. Houve ao menos 883 execuções em 2022, contra ao menos 579 em 2021, um aumento de 52%. O número não é preciso porque nem todos os países divulgam essa informação —como a China, por […]

today12 de abril de 2024 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%