G1 Santos

Mulher que denunciou 12 homens por estupro em festa de PMs e descobriu gravidez revela depressão; VÍDEO

today2 de março de 2024 1

Fundo
share close

Segundo a mulher, o estupro ocorreu após ser dopada — ainda com momentos de consciência — em uma casa alugada por um grupo de PMs no bairro Balneário Praia do Pernambuco. Ela ainda disse ter recebido uma oferta de R$ 20 mil a R$ 30 mil para que não levasse o caso às autoridades. A PM instaurou uma sindicância para apurar a participação de agentes no crime de julho de 2023.

“O nervoso é muito grande, a gente fica com medo. A gente pensa: Meu Deus, o que vai acontecer agora?”, disse a mulher, que não terá a identidade divulgada.

À TV Tribuna, afiliada da Globo, a vítima contou que após o estupro só conseguia pensar nos filhos que, mesmo sem saberem o que estava acontecendo, a deram forças para enfrentar a depressão.



“Na minha cabeça não queria saber se eu tinha contraído alguma doença […]. Gravidez eu descartava porque tenho esse problema de retardo da menstruação, então não tenho ovulação”, disse ela que descobriu a gestação meses após o estupro.

Por conta da gravidez, resolveu registrar um Boletim de Ocorrência para que pudesse fazer o aborto de forma legal em um hospital na capital paulista. “Perguntaram [na delegacia] se eu sabia ou não quem foi. Eu falei que sim, mas não falei o nome de ninguém porque não queria levar isso adiante”.

Mulher que denunciou 12 homens por estupro em festa de PMs, em Guarujá, relata depressão após descobrir abuso — Foto: Reprodução/TV Tribuna

A mulher contou ter sido convidada para a festa com aproximadamente 20 pessoas, a maioria de homens, junto com uma amiga. Ela acredita ter sido ‘dopada’ enquanto ingeria bebidas alcoólicas no local.

A vítima afirmou que, inicialmente, teve uma relação consensual com um dos integrantes da festa em um quarto no imóvel. Ela complementou que, após “apagar” no cômodo, os demais a estupraram.

Os detalhes sobre o estupro, além dos que ela se recorda, foram contados por um amigo que também estava na festa e disse ter sido o responsável por “interromper” os abusos.

Ele teria dito à vítima que entrou no quarto e conversou com os demais sobre o crime. No entanto, apesar da versão dele, a mulher acredita que o homem seja o 12º estuprador, o único que não é PM.

Mulher que denunciou estupro em festa de PMs ficou grávida após abusos e interrompeu gestação — Foto: Arquivo Pessoal

A mulher revelou ao g1 que já é mãe de duas crianças. Ela acrescentou que não poderia aproveitar a expectativa pelo nascimento do bebê, porque não foi fruto de uma relação sexual consensual.

“Sabe quando você está grávida, seja casada ou namorando, e começa a pensar: ‘Será que vai nascer com o olhinho do pai ou da mãe?’. Eu não tive essa vontade”, disse.

Secretaria de Segurança de SP

A Secretaria de Segurança Pública do estado de São Paulo (SSP-SP) informou, em nota, que a Polícia Civil investiga o caso de “estupro de vulnerável” denunciado pela mulher.

Segundo a SSP-SP, foram requisitados exames sexológico e médico para a vítima. O caso foi registrado por ela na 1ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da capital paulista e encaminhado para a DDM de Guarujá, que segue as investigações.

“Diante da gravidade da denúncia, a Polícia Militar informa que instaurou uma sindicância para apurar a participação de policiais militares no crime”, complementou a SSP.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

vereador-e-acusado-de-dar-tapas-no-rosto-de-homem-em-camara-e-o-ameacar:-‘vou-te-quebrar-inteiro’

G1 Santos

Vereador é acusado de dar tapas no rosto de homem em Câmara e o ameaçar: ‘vou te quebrar inteiro’

De acordo com o morador, ele trabalha como consultor e tinha ido até a Câmara para fazer o contrato da venda de um carro a um dos vereadores na quarta-feira (28). No entanto, Wagner foi surpreendido enquanto cumprimentava as pessoas que estavam no primeiro andar. “Quando eu fui cumprimentar o presidente da casa, ele veio para cima de mim falando em tons altos de ameaça, onde ele veio a desferir […]

today2 de março de 2024 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%