G1 Santos

Mulher tem filho longe da família por medo do ex-namorado, que é acusado por agressão e estupro

today2 de dezembro de 2022 12

Fundo
share close

A jovem de 22 anos que acusa o ex-namorado de tê-la estuprado e agredido em Praia Grande, no litoral de São Paulo, contou ao g1 ter tido o filho longe da família por medo. Ela mudou de cidade durante o nono mês de gestação, após o homem ter tentado invadir a casa dela quatro vezes no último mês. A delegada que acompanha o caso o descreve como um “agressor insistente”.

A vítima disse que mesmo com o nascimento do filho não pretende retornar a Praia Grande, pois ainda tem medo do ex-namorado e dos familiares dele. “Estou isolada, agora [com o nascimento] que não volto mesmo”.

Morro de medo dele pegar meu filho. Difícil, mas quando ele nasceu só de vê-lo já renasceu as [minhas] forças. Foi tudo perfeito”, afirmou.



Ela disse, ainda, que duvida que o homem se entregará à Polícia. “Só quero distância dele e paz. Tenho até medo de retornar e a família dele me ameaçar ou fazer algo“.

Equipes policiais realizam buscas para encontrar e prender o agressor, que tem passagem por tráfico de drogas e receptação. O caso é investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Praia Grande.

Ao g1, nesta quarta-feira (30), a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que as investigações prosseguem.

Delegada da DDM de Praia Grande fala sobre caso da grávida que denunciou ex-namorado

Delegada da DDM de Praia Grande fala sobre caso da grávida que denunciou ex-namorado

Segundo a vítima, eles se conheceram em 2020 e moraram juntos por três meses. Após a primeira agressão, em janeiro de 2021, ela afirmou ter saído de casa e terminado o relacionamento. Em julho, a primeira medida protetiva foi instaurada. “Sou obrigada a voltar com ele para não viver apanhando”.

Ainda em outubro do ano passado, mesmo com um inquérito policial em andamento, bem como uma medida protetiva vigente, o homem a ameaçou e a estuprou. Esse caso também foi registrado na DDM de Praia Grande em maio deste ano.

Em setembro, a vítima entrou com um novo pedido de medida protetiva contra ele. O juiz decidiu que a situação exigia caráter de urgência, mas as agressões continuaram.

A Polícia Civil esclarece que está em andamento um inquérito policial para apuração dos fatos. Segundo a autoridade policial, foi solicitado medida protetiva, que foi indeferida pelo Poder Judiciário.

Grávida denuncia ex-namorado por estupro e lesão corporal e diz ‘temer pela vida’ após ser perseguida em Praia Grande, no litoral de SP — Foto: Arquivo pessoal

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

cantor-sertanejo-e-condenado-por-fraudar-compra-de-respiradores-destinados-a-pacientes-com-covid

G1 Santos

Cantor sertanejo é condenado por fraudar compra de respiradores destinados a pacientes com Covid

A Justiça Federal em Santos, no litoral de São Paulo, condenou, em primeira instância, o empresário e cantor sertanejo Almir Matias da Silva a dois anos e quatro meses de prisão em regime aberto. A pena, no entanto, foi substituída pela prestação de serviços à comunidade e o pagamento de 50 salários mínimos para instituição pública ou privada que realiza trabalho social. Almir é acusado de fraudar a compra de […]

today2 de dezembro de 2022 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%