G1 Mundo

Na Argentina, onde aborto é legal, passeata reúne milhares que temem mudança caso Milei seja eleito

today28 de setembro de 2023 4

Fundo
share close

Javier Milei, que lidera as pesquisas de opinião, propôs revogar essa lei e extinguir o Ministério da Mulher.


Javier Milei, o candidato que lidera as pesquisas, prometeu revogar a lei que legalizou o aborto na Argentina



Milhares de pessoas saíram em passeata nesta quinta-feira (28), em Buenos Aires, em defesa do aborto legal, que, segundo os manifestantes, estará ameaçado se o candidato Javier Milei, de extrema direita, vencer as eleições presidenciais de outubro.

Entre os manifestantes estavam ativistas de movimentos feministas e líderes sindicais. “Nós nos unimos para defender os direitos das mulheres porque tememos sejam todos derrubados após as eleições”, disse a psicóloga Martha Gazzano, de 47 anos, que estava acompanhada da filha, 15.

A interrupção voluntária da gestação até a 14ª semana foi legalizada na Argentina em 2021. Veja abaixo um vídeo sobre a legalização.

Argentina aprova legalização do aborto

Argentina aprova legalização do aborto

Milei, que lidera as pesquisas de opinião, propôs revogar essa lei e extinguir o Ministério da Mulher.

A passeata foi da Praça de Maio até o Congresso argentino. Manifestações em defesa do aborto também acontecem em outros países da região, como Colômbia, Chile, Equador e El Salvador. Na Venezuela, uma centena de pessoas manifestaram-se mais cedo.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

http://g1.globo.com/

http://g1.globo.com/




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

sem-acordo-na-camara,-eua-comecam-a-se-preparar-para-paralisacao-de-servicos-publicos

G1 Mundo

Sem acordo na Câmara, EUA começam a se preparar para paralisação de serviços públicos

Funcionários públicos dos Estados Unidos começaram a receber, na quinta-feira (28), notificações oficiais sobre a provável falta de fundos do governo federal para remunerar seus serviços, e muitos ficarão em desemprego técnico temporário ou deverão trabalhar sem receber salários. Tal paralisação, que já ocorreu outras vezes no país, deve começar no domingo (1º) caso o Congresso não chegue a um acordo sobre uma nova lei orçamentária — e, ao que […]

today28 de setembro de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%